Posts

Showing posts from August, 2012

Das minhas manias

Image
Eu tenho diversas manias e uma delas é ler sobre crimes e criminosos. Não importa o tipo do crime, não importa o quão grotescas as histórias são, todas me interessam. Por mais bizarro que pareça, acho a mente criminosa fascinante.

Quando mais nova, adorava ler sobre crimes, mas meus pais não me deixavam ler sobre os reais, então lá pelos meus 12 anos eu já havia devorado os livros da Agatha Christie e Sir Conan Doyle, que até hoje considero como os melhores escritores de romances policiais. Para mim qualquer coisa ligada a crime é entretenimento, seja livros de casos reais ou os de ficção. Com o excesso de leitura rsrs vc passei a identificar casos reais nos livros de ficção hehe oq ue passou a ser um outro entretenimento, pois tento associar a história há algum caso real.

Alguns podem achar que esta minha mania mórbida veio em decorrência de ser filha de policial. Bom, eu tenho duas irmãs e nenhuma delas têm o mesmo fascínio que tenho. O que eu acho que ser filha de policia…

Pérolas

Eu tenho um sobrinho de 6 anos que é a coisa mais fofa deste mundo (ok, tia falar isso não vale hahaha)

Enfim, ele era a única criança da família (irmãozinho nasceu dia 23.08). Por conta disso, o mundo da família gira em torno dele hehehe Mas o que quero falar por aqui é sobre as pérolas que ele solta que faz qualquer um se matar de rir. (S- sobrinho, M- mãe, E-Aline, V-Avô/ó, P-Pai)

Pérola 1
S- Mãe, quanto tempo falta para eu aposentar??
M- O quê??
S- Quanto tempo falta para eu aposentar?? Eu estou cansado (Todo o trabalho dele é ir para a escola rsrs)

Pérola 2 (essa eu acho a coisa mais fofa)
S- Tia, vc pode passar essa férias curta aqui??
E- Férias curta??
M- Férias curtas significa fim de semana (minha irmã fazendo a tradução rsrs)

Pérola 3
S- Vô, vc está com muito cabelo branco, isso significa que vc vai morrer?? :0

Pérola 4
(Quando eu havia passado o Natal na Califórnia)
S- Tia, vc está de volta no EUA ou ainda está na Califórnia?

Pérola 5 (antes de eu casar com o marido)

Para Pensar

Faz algum tempo que acompanho a coluna da Eliane Brum. Gosto muito da forma que ela escreve! Mesmo não concordando com a opinião dela (o que admito foram pouquíssimas vezes), acho incrivelmente profissional a forma em que ela aborda assuntos onde a opinião pessoal do escritor influencia bastante o que se escreve. Super indico, ela escreve todas as Segundas feiras.

Em uma das colunas recentes, ela comenta sobre o holocausto, dos descendentes dos perpetuadores deste ato horrendo e dos descendentes de suas vítimas. Um caso que me chamou muita atenção no artigo foi a história de uma mulher chamada Bettina Goring, sobrinha-neta do segundo homem em comando no Terceiro Reich. A história me chamou atenção a ponto de estender minha pesquisa a respeito desta mulher.

Aos 13 anos de idade Bettina saiu de casa para poder lidar com a herança que o sobrenome que ela carrega traz, herança que para ela representa culpa e repulsa. O que mais me deixou intrigada na história é que o pavor que esta…

Aproveitando o Domingo

Image
Neste Domingo, 19.08.12, marido e eu resolvemos fazer um bate-volta, ou na linguagem do Tio Sam, uma Day Trip.

Pois bem, eu estava determinada a levar a Lua para nadar hehe A única experiência dela com praia foi em São Francisco.

 Mas a água era de congelar a alma, então o máximo que ela fez foi molhar as patinhas correndo com os cachorros que ela fez amizade :)

Michigan não é banhando pelo oceano, mas é cercado por lagos.


Até me mudar para esta região dos EUA, eu não aceitava muito bem esta coisa de "Praia" de lago, mas os lagos desta região são enormes e parecem uma praia comum, banhada pelo oceano.

 Resolvemos então ir para o Lado Oeste de Michigan, onde fica o Lago de Michigan e tem várias praias famosas. Encontramos um parque, Grand Mere State Park, que autoriza cachorro na praia, acordamos cedinho, empacotamos para um picnic e seguimos rumo a Praia :)

A praia não estava lotada, havia alguns gatos pingados e seus cachorros :) O lugar é bem bonito e calmo!! O …

Sempre devemos pesquisar...

O assunto de certa forma é velho, mas como continuo vendo alguns conhecidos no facebook usando este argumento, eu resolvi publicar alguns fatos relacionados a este tópico aqui no blog também.

O assunto?! O aborto de uma gestação de um bebê anencéfalo. Minha intenção aqui não é discutir quem é a favor ou não, ou os motivos de cada um para a opinião pessoal. O que quero colocar aqui é um fato que vi muita gente usando no fb como uma solução para se justificar levar a gravidez ao término, no entanto, faltam algumas informações nesta solução que alguns sugeriram.

Um número grande de pessoas sugerem que as mães grávidas de um bebê anencéfalo devam levar a gravidez até o final e após o nascimento, quando a criança falecer, realizar a doação de orgãos deste bebê. O grande problema é que teoricamente esta solução parece prática e louvável, mas na realidade ela é quase impossível de se praticar (tentei achar on line casos de sucesso e não encontrei nenhum).

Acredito que todos saib…

Novos caminhos?!

Então que resolvi voltar para a faculdade... O que vou fazer? Por enquanto, apenas aulas de inglês. Esta que vos escreve nunca fez aulas de inglês na vida, e acho que está mais do que na hora de eu tomar vergonha na cara rsrs.

Por motivos que eu não sei explicar, eu tive muita facilidade em aprender inglês. Não existe fórmula secreta, cada um têm um ritmo e uma necessidade para se aprender uma língua. No meu caso, estar inserida na cultura e a obrigatoriedade de aprender, foram (de certa forma) suficientes para mim. Em algumas coisas é engraçado, pq como aprendi a maior parte do meu inglês de ouvido, algumas palavras eu falo sem o sotaque brasileiro, e algumas pessoas fazem piada disso. A justificativa disso é muito simples, eu primeiro aprendi a palavra sem ler, apenas escutando, ou seja, eu passei a repetir a palavra de acordo com o que eu escutava e não o que eu havia lido. Curioso isso né?

Pois bem, apesar de nunca ter feito aulas, meu inglês dá para o gasto. Suficien…

Coisas dos EUA

Image
Eu uso cartão de crédito para tudo, tanto eu quanto marido.

No Brasil já era assim, e aqui tenho cartões de créditos com descontos específicos; Sei que muita gente acredita que ter cartão de crédito é loucura e te faz gastar além do que pode. Concordo em partes. Sou extremamente chata com as minha finanças, e como em muitos outros segmentos da minha vida, há regras estritas, e uma delas é de nunca efetuar o pagamento mínimo do cartão, pq é aí que o problema se inicia. Por conta deste controle rígido que temos, marido e eu nunca nos enforcamos por conta do cartão.

Na mão contrária, nunca gostei de trabalhar com cheques, não usava no Brasil e aqui tenho apenas pq em algumas situações não temos outra opção, apenas a de usar cheque.

Ter um talão de cheque aqui funciona um pouco diferente de como é (era?) no Brasil. Quando vc abre a sua conta no Banco eles te dão um talão, quando este talão acaba vc precisa solicitar outros, e vc pode solicitar através do banco ou através de …