Thursday, February 28, 2013

Ficção Científica?!

A ciência, como um todo, têm avançado muito mais rápido do que nossos princípios, valores morais e leis. Já comentei isto neste post aqui, e como disse lá, a Reprodução Humana Assistida vive atravessando a linha da polêmica.

Uma técnica que vem sendo muito utilizada é a técnica de PGD (Preimplantation Genetic Diagnosis - Diagnóstico Genético Pre-implantação) junto com a técnica de FIV (Fertilização In vitro).


O que é FIV?
Um resumão: o FIV é o processo onde os óvulos e espermatozóides são manipulados no laboratório. Ou seja, o processo de fertilização é todo realizado fora do corpo da paciente. Após a fertilização, o embrião vai crescendo "no tubo", e após alguns dias é implantado na mulher.

E o PGD?
Em resumo, é um método onde o embrião é avaliado para ver se possui algum probelma genético antes ser implantado. Se algum problema foi identificado, não há implantação.


Este método veio de fato para revolucionar tudo que conhecemos.Com ele, futuros pais podem evitar problemas com abortos espontâneos por incompatibilidade devido a problemas genéticos,  e de previnir o nascimento de bbs com diversas doenças severas que conhecemos.

Com o PGD, por exemplo, vc pode selecionar embriões pelo sexo. Isto é feito pq existem diversas doenças genéticas que são ligadas ao sexo, ou seja, o bb só vai desenvolver uma doença específica se for de um sexo específico (Exemplo: a Distrofia Muscular de Duchenne). Outras várias doenças podem ser evitadas com este método, como a Fibrose Cistica, Doença de Huntington e muito mais. Este processo de escolha por si só, já é polêmico. Os embriões diagnosticados com estas doenças não são utilizados. Eles nunca vão se tornar bbs. Por escolha dos pais podem ser destruídos, e para muitos, isto é considerado um aborto. É correto estes embriões (que foram criados e cresceram fora do corpo) serem destruídos pois eles tem uma doença gravíssima que em muitos casos é incompatível com a vida?

Muitos acham aceitável, outros tantos não!

Com este método ficamos cada vez mais próximos do filme de ficção científica Gattaca. Estamos mais próximos do processo de perfeição genética. Isto é algo positivo? Negativo?! Perguntas válidas com respostas complicadas.

Na contra mão, há casos em que os pais querem manipular o embrião para ter certeza que seus filhos tenham a mesma deficiência que eles. Alguns pais surdos querem ter certeza que seus filhos também vão nascer surdos. A mesma coisa com alguns pais que tem nanismo e querem ter certeza que seus filhos vão todos também ter nanismo. É um absurdo usar esta técnica para ter certeza que o bb vai ter um problema?!

É ético mudarmos o processo de seleção natural?!

Mudamos hábitos alimentares, nos exercitamos, não bebemos, não fumamos, tudo em busca de uma vida saudável. É errado manipularmos a genética para garantir que nossos filhos não morram antes de completar 1 ano de idade? Ou para evitar um aborto espontâneo? Para evitar uma doença grave e sem cura?

As regulações sobre o uso do PGD variam entres os países, e dentro de um país como o EUA, varia de um estado para o outro. O que é certo, o que é errado?! Eu acredito muito na subjetividade destes dois termos, mas a maioria das pessoas não pensam desta forma!

Aí volto lá no meu primeiro parágrafo, a ciência está evoluindo muito mais rápido do que podemos assimilar, e a ficção científica está cada vez mais se tornando nossa realidade. Devemos ter medo? Tenho minhas respostas e opiniões ;) Vcs já pensaram nisso?!

Monday, February 25, 2013

Lista de Seriados

Fiquei uns dias afastada pq meu computador faleceu e não gosto de usar a U.S.S Enterprise (aka computador do marido).

Como a Rebeca pediu, aqui vai minha lista de seriados :)


2 Broke Girls - Comédia, segunda temporada. Conta a história de duas garçonetes, uma sempre foi pobre, e a outra perdeu tudo após o pai ser preso por roubar clientes, que estão lutando para iniciar uma loja de cupacakes. A série é engraçadinha, mas não é das melhores.


Body of Proof - Drama Médico, terceira temporada. Conta a história de uma bem sucedida neurocirurgiã, que sempre foi totalmente focada no trabalho. Ela acaba sofrendo um acidente de carro, e quando volta a trabalhar acidentalmente mata uma paciente. Ela então passa a trabalhar como médica legista e passa a se didicar à solução de assasinatos através das evidências nos corpos, enquanto ela tenta balancear a vida pessoal que ela negligenciou enquanto neurocirurgiã. Não tem muita coisa nova na série, mas mesmo assim gosto de série com assassinato, então acompanho hehe


Bones - Comédia/Drama Policial, oitava temporada. Conta a história de uma famosa antropologista e sua equipe que junto com o FBI identifica restos mortais e passam a investigar o que/quem causou a morte da vítima. A série é mais ou menos baseada no trabalho de uma famosa-real antropologista que escreveu livros e hoje ajuda na produção da série. Adoro esta série, acho os personagens bem marcantes e as histórias interessantes.


Criminal Minds - Drama Policial, oitava temporada. Conta a história de um grupo de análise de comportamento e montagem de perfil, do FBI. Na série, o grupo viaja pelo EUA para ajudar polcias locais a resolver casos de assassinados terríveis, geralmente de assassinatos em séries. A série é super interessante, e muitas vezes eles abordam casos que aconteceram na vida real. As histórias são super bem contadas, e para quem não gosta do gênero, não indico, pq ela pode muitas vezes parecer bem forte.


CSI-NY - Drama Policial, nona temporada. Conta a história de um grupo de análise de cenas de crimes em NY e os procedimentos médicos e laboratoriais que ele usam para resolver um crime. Eu comecei a assistir o CSI original, mas hoje em dia só gosto do NY hehehe


Elementary - Drama Criminal, primeira temporada. Esta série revive a história de Sherlock Holmes, mas um Holmes resolvendo crimes no século 21. Gosto da dinâmica da série e da forma que eles abordam os crimes.


Episodes - Comédia, segunda temporada. Conta a história de um casal e produtores de série, britânicos, que se mudaram para Hollywood para gravar a série deles que é sucesso na Europa. O ator Matt LeBlanc (Joey do Friends) é a estrela do seriado, e ele protagoniza o próprio LeBlanc, no entanto ele não interpreta o verdadeiro ele, mas sim uma forma satirizada dele mesmo. A série não é forte, e tenho considerado parar de assisti-la. Estou esperando a terceira temporada para ver se continuo ou não.


Glee - Comédia/Drama Musical, quarta temporada. Conta a história de um coral do ensino médio formada por alunos que sofrem por serem diferente, e todos têm em comum o dom musical. AMO esta série! Eu amo musicais, e gosto bastante de Glee por tocar múscias de todas as gerações e abordar temas importantes como a aceitação e respeito.


Go On - Drama Cômico (existe esta classificação? rsrs), primeira temporada. Esta série é estrelada por Matthew Perry (Chandler do Friends) que interpreta um famoso locutor de rádio esportiva que perde a esposa em um acidente de carro. Ele é então obrigado a fazer terapia em grupo com um grupo bastante peculiar. Achei esta série muito bacana, com comédia e drama na medida certa!


Greys Anatomy - Drama Médico, nona temporada. A série conta a história de um grupo de cirurgiões em seu período de residência médica. É uma mistura dos dramas dos pacientes com os dramas pessoais dos residentes. A série saiu dos trilhos um pouquinho, mas voltou com classe e temporadas muito boas nos últimos tempos! Um dos melhores episódios que já assisti na minha vida foi dos Greys Anatomy (quando rola o tiroteio no hospital)! Gosto muito de série.


Hart of Dixie - Drama Cômico, segunda temporada. Esta série conta a história de uma médica de NY que após terminar sua residência não é aceita no fellowship de cirurgia cardio-torácica, e acaba indo praticar medicina em uma cidade minúscula no Alabama. A série é bem mamão-com-açúcar, mas ainda assim eu acompanho rsrsrs


How I Met Your Mother - Comédia, nona temporada. A série conta as aventuras de um grupo de amigos que mora em NYC. Parece a idéia de Friends né? Mas apesar da base ser a mesma, o contexto é completamente diferente. A história é contada por um narrador, que está na verdade contando para os filhos as peripécias da vida dele que o levou a conhecer a mãe das crianças. Os personagens são super cativantes e muito engraçados. Vale assistir. 


Modern Family - Comédia, quarta temporada. A série é sobre a dinâmica de uma família cujo o pai casou com uma latina que é bem mais nova que ele. O núcleo da filha mais velha engloba uma típica família americana com três filhos com personalidades bem peculiares e um marido tão peculiar quanto todo o resto. O terceiro núcleo é o filho mais novo que é homossexual e ele e o marido adotaram uma menina asiática. Os três núcleos estão sempre interagindo e faz esta uma comédia bem leve e recomendo para pessoas de todas as idades.


NCIS - Drama policial, décima temporada. Esta série conta a históriade um grupo de investigação de crimes que ocorreram com pessoas ligada as forças armadas americana. Adoro os personagens desta série, e esta coisa de mundo criminal/policial sempre me atraiu. Gosto de todas as temporadas :)


NCIS-LA - Drama policial, quarta temporada. Aqui é um grupo de agentes que também investigam crimes ligado as forças armadas, mas eles atuam em LA. Eles contam com mais artifícios tecnológicos do que o grupo de Washington. Não é tão boa quando o NCIS original, mas ainda assim eu gosto do gênero e a série é boa o suficiente para me manter assistindo-a.


New Girl - Comédia, segunda temporada. Conta a história de uma mulher super doce, que descobre que pega o namorado com outra e ela acaba indo morar com 3 colegas de quarto homem. Adoro a Zooey Deschanel, e a série caiu como uma luva para ela. Os personagens são todos engraçados e as história da série é bem escrita. Adoro!


Once Upon a Time - Drama/Fantasia, segunda temporada. A série conta a história dos personagens de contos de fada que após uma maldição acabam presos no nosso mundo sem saber quem eles são. Para salvá-los da maldição eles dependem da filha da Branca de Neve. A história é super envolvente e eles recontam a fábula de cada personagem de forma super cativante, e é mais cativante ainda ver como eles são retratados no nosso mundo. Me apaixonei por esta série desde o primeiro episódio!


Psych - Comédia policial, sexta temporada. Nesta série eles contam a história de um rapaz que por ser super observador e ter ótimo raciocínio lógico, consegue ver detalhes de um crime que as outras pessoas não coneguem ver. Com este dom, ele se passa por medium e presta serviços para a polícia local como consultor psíquico. A série é bem engraçadinha, e gosto da abordagem cômica que eles fazem dos crimes.


Revenge - Drama, segunda temporada. A série conta a história de uma mulher que teve a vida arruínada por uma rica família, e ela decide se vingar de todos. Os personagens são fortes, e adoro as intrigas que ela cria para a rica família que vive de aparências.


Revolution - Drama/Ficção Científica, primeira temporada. A série retrata um mundo pós-apocalíptico, onde o mundo precisa recomeçar do zero. Todas as tecnologias sofreram um apagão, nada ligada a energia funciona. Eu gosto deste tipo de série, mas não tenho certeza se ela vai durar muito tempo :(


The Big Bang Theory - Comédia, sexta temporada. A série conta a história de um grupo de amigos nerds, e como eles lidam como o mundo e suas aventuras. ADORO, esta série. Os personagens são engraçados e para quem gosta do mundo geek, a série está cheia de referencias as mais diversas coisas relacionada a este mundo.


The Mentalist - Drama policial, quinta temporada. A série conta a hisório de um homem que dava golpe nas pessoas se passando por psíquico. Ele tem a mulher e a filha assassinadas, e deixa de ser um golpista e passa a trabalhar ajundando a polícia com casos de assassinato, enquanto paralelamente ele busca vingança pela morte da família. Já perceberam que o gênero policial mto me atrai né? rsrsrs


The New Normal - Drama cômico, primeira temporada. Esta série acompanha um casal homossexual que decide por contratar uma barriga de aluguel. Assisti pucos episódios, mas achei a hisória bacaninha.


The Walking Dead - Ficção Científica, terceira temporada. Aqui novamente temos um mundo apocalíptico, mas desta vez é dominado por zombies. AMO esta série. Adoro a complexidade dos personagens e o a história que está se desenvolvendo.


White Collar - Drama policial, quarta temporada. Esta série é sobre o grupo de crimes de colarinho branco do FBI. Um ex golpista extremamente talentoso passa a trabalahr com o FBI para resolver crimes de falsificação e roubos de artes etc. A série é bem dinâmica, com personagenes envolventes e histórioas bem desenvolvidas a cada episódio. 


Eu sempre adorei séries. Sempre acompanhei várias. Algumas acompanhei até o final, outras acabei abandonando pq os diretores e escritores erraram a mão e não acabaram a série quando ela deveria ter acabado. Há alguns seriados que tbm assisto qndo estou com a TV ligada, mas que não acompanho assiduamente, como o Law and Order-SVU. Estou me iniciando em Game of Thrones, mas quero terminar os livros para poder terminar a série.

Eu sei gente, série e livros são um vicío na minha vida, mas é melhor do que berber e fumar né? rsrsrs Dormir só três horas por noite têm seus benefícios rsrsrsrs

Monday, February 11, 2013

Sou normal

Eu sou uma pessoa de muitas neuroses, estranhezas, gostos e desgostos rsrs Estava eu e marido registrando minhas loucuras, e depois de muito rir e percerber o quanto sou estranha, resolvi compartilhar algumas por aqui :)

- Não gosto de chocolate - Estranho, eu sei! Nada de bolo de chocolate, sorvete de chocolate, barra de chocolate, brigadeiro, mousse de chocolate... enfim, tem chocolate no meio, não gosto. Mas minha mãe me ensinou a ser educada, então toda vez que vou na casa de alguém e a sobremesa é de chocolate (quase todo lugar, pq quem n gosta de chocolate?) Eu seguro a respiração e como a sobremesa em pedacinhos beeeeeemmmmmm pequenos e lentos, com marido disfarçadamente comendo o que ele pode para me ajudar rsrsrsrs

- Não como carne com osso - Tenho muito, muito nojo de carne que está ligada ao osso. Sei que sempre falam que a carne que está ligada ao osso é mais saborosa, mas minha gente, tenho um nojo absurdo só de olhar a carne, que em aves é a mais escura rsrsrs

- Detesto carne moída - carne moída para mim lembra cérebro esmagado hahaha Não como nada que tiver carne moída, nem se for no molho de alguma massa. E acreditem, se eu como no McDonalds, meu pedido é o lanche de frango hehehe Tudo por não gostar de carne moída rsrsrs

- Nunca desisto de um livro - Eu amo ler, amo mesmo, mas vez ou outra encontro livros chatos. Mas tenho uma regra, eu sempre tenho que ler o livro até o fim. Posso demorar um ano, mas tenho que ler o livro desinteressante até o fim

- Um por vez - Para ter certeza que vou cumprir minha regra anterior rsrsrs Minha outra regra é que eu nunca começo um livro sem ter terminado outro. Eu nunca vou estar lendo mais de um livro por vez (livro acadêmico não conta hehehe)

- A ordem importa - Ainda nos livros... A ordem para ler meus livros não é de interesse, mas sim na ordem que eu os ganhei e comprei. Posso estar desesperada para ler um livro, mas só vou ler quando for "a vez do livro".

- A ordem tbm importa para seriados - Pois é, como nunca tenho tempo de acompanhar os seriados nos horários que eles passam na tv, eu faço o download de todos e vou assistindo conforme tenho tempo. E a regra neste caso é ordem alfabética (acompanho 25, viciada, eu sei). Por exemplo, eu assisto todos os seriados disponíveis de uma série de acordo com o nome. No momento estou colocando em dia meus episódios de Bones e quando terminar, vou me atualizar em Criminal Minds. E assim vai indo rsrsrs

- E no guarda-roupa - minhas roupas são separadas por estação (não empacoto a roupas de invernos como muita gente faz por aqui, falta paciência rsrs) tipo de tecido e cores. E as roupas de verão recebem cabides brancos e as de inverno cabides pretos.

- No trabalho - sou sistemática tbm. Minha bancada, minha mesa e meu computador são organizados em ordem que eu considero prática, fico p da vida se alguém altera qqr coisa de lugar, pode ser mínima, ainda me irrita!

Estranha?! prazer, essa sou eu rsrsrs Vou parar um pouquinho por aqui, e em outro dia de inspiracao escrevo mais das minhas neuroses rsrs

Wednesday, February 6, 2013

Facilidades no EUA


A compra de medicamentos por estas bandas é bem diferente de como fazemos no Brasil. Por exemplo, no Brasil agora começou a se exigir prescrição médica para a maioria dos medicamentos, e aqui isto já é praticado há muito tempo. Uma outra diferença, é que a maioria dos planos de saúde também cobrem medicamentos. Nem sempre eles cobrem 100%. Os planos cobrem uma porcentagem que varia de acordo com o seu plano de saúde, o que eu acho uma mão na roda. No entanto, aqui não rola entrega de medicamentos gratuitos como temos no Brasil

Agora a conveniência que tenho aqui e que adoro é a de não precisar ir até a farmácia para solicitar meu remédio. Funciona assim, eu indico na clínica que me consulto qual a famácia da minha preferência, e quando o médico prescreve algo, eles enviam a prescrição diretamente à farmácia.

Aqui eu utilizo a farmácia Walgreens, e eu adoro. Lá eu posso retirar o medicamento pessoalmente, pelo drive through ou posso solicitar para eles entregarem na minha casa. Com eles, toda vez que preciso de refill da minha medicação eu faço a solicitação online e escolho se quero retirar na farmácia ou se quero que entreguem na minha casa. Nem sempre os médicos prescrevem refills que valem por muitos meses, isto depende do médico e também do plano médico. Na Walgreens, eles correm atrás da nova prescrição para vc. Por exemplo, eu preciso tomar Omeprazol todos os dias (provavelmente para sempre hehe) e toda vez que os meus refills acabam, eu coloco o pedido online e a própria farmácia contacta o meu médico para pedir autorização do refill. Fala se não é super conveniente?? Eu adoro!!

Não estou colocando que isto é regra ok?! Acredito que nao sao todos os lugares que funcionam desta forma, mas aqui pela Walgreens, tenho estas vantagens :)

Viva a preguiça que a vida norte-americana me ensinou rsrsrs Nem meu remédio eu vou buscar rsrs