Friday, July 29, 2011

Rapidinhas

Então é assim, noite passada, eu e namorido dormindo, ele começou a se debater (eu tenho o sono hiper leve, eu acordo até com um peido dele rsrsrs).

Ele estave genuinamente assustado, se revirando na cama, e soltou um "Alguém me ajude, por favor". Muito preocupada, o acordei, pq ngm merece um pesadelo assim.

Ele acordou meio atordoado, sem ter mta noção de onde estava, após ele se acalmar perguntei o que havia acontecido:

N: Eu tive um pesadelo.
E: Eu percebi, vc estava revirando mto e pedindo ajuda, com o que vc sonhou?
N: Eu sonhei que estávamos na porta da igreja, aí começou a tocar tan tan tan , tan  ran tan tan e eu não estava vestindo meu terno.

Minha reação foi rir descontrolavelmente hahaha fala sério, eu imaginando que ele havia sonhado q um serial killer o estava seguindo, um tsunami havio o atingido, e ele me solta que estava sem o terno na porta da igreja no dia do casamento?? hahahaha eu precisava compartilhar essa, até ele começou a rir qndo percebu o que ele havia sonhado rsrsrs

Wednesday, July 27, 2011

Updates

Meninas, novamente queria agradecer pela força que vcs me deram com o meu pai. Hoje foi a consulta com a médica para ver como está a recuperação dele.
 
Tudo está correndo maravilhosamente bem, ainda não temos o resultado do histopatológico, mas a médica reafirmou para os meus pais que ela está bastante confiante com o resultado. Ela afirmou que retirou parte das duas cordsa vocais do meu pai, pq uma estava com o tumor e a outra com um pólipo. Para supresa de todos, e até da médica, a voz do meu pai está praticamente normal. Ainda incomoda um pouco para falar, e ele ainda sente um pouco de dor, mas quem n o conhece, dificilmente diria que ele está sem parte das cordas vocais. Novamente, mto obrigada pelas orações, e palas palavras de carinho.
 
Agora quero dividir uma história com vcs que eu achei mto fofa.
 
Eu tenho um sobrinho que completou 5 anos no dia seguinte a cirurgia do meu pai. Ele é o chamego da família, a única criança, e o primeiro menino na família rsrsrs Ele é simplesmente fanático pelo meu pai, é um grude que vcs não acreditam. Uma vez, minhas duas irmãs viajaram com ele para o sul do Brasil para passar 10 dias por lá. No 4 dia, ele entrou na sala de estar da casa que elas estavam hospedadas, olhou para minha irmã e soltou:
S: Mãe, eu estou muito triste.
I: Pq? Aconteceu alguma coisa?
S: Eu estou com mtas saudades do meu avô e queria voltar para casa
 
hahahaha Isto é para ilustrar o qnto este menino é apegado ao meu pai rsrs

Todos estávamos preocupados sobre qual seria a reação dele com a cirurgia do meu pai, e tbm a recuperação, pq como explicar para um garoto de 5 anos que o avô dele n pode falar com ele?
 
No fim de semana que precedeu a cirurgia, meu pai passou com ele, todos explicaram o q iria acontecer e ele alegou que havia entendido.
 
Agora olha o drama rsrs No dia da cirurgia, a empregada da minha irma foi conversar com ele, pq ele estava todo cabisbaixo, a resposta dele foi: "Não fala comigo pq estou mto preocupado com a cirurgia do meu avô e quero me concentrar" hahahaha
 
Aí que o hospital não permitia crianças acima de 12 anos visitassem os pacientes, mas minha irmã quis tentar do mesmo jeito, afinal, meu sobrinho havia passado o dia inteiro pelos cantos.
 
Antes de meu pai ser transferido para o quarto, eles permitiram que o meu sobrinho esperasse no quarto com a minha irmã. A família inteira conta que quando ele viu a maca entrar com o meu pai, os olhinhos dele brilhavam, e ele estava nitidamente assustado. Meu pai se sentou na maca e olhou para ele e sorriu, o pequeno abriu um sorriso gigante e simplesmente pulou para cima do meu pai e o abraçou bem apertado! 
 
Imaginem como fiquei ao ouvir esta história?? Pois é rsrs chorei, pq fiquei imaginando a aflição que o pequeno devia estar, e o alívio que foi em ver que o avô estava vivo!! Ele é o grande enfermeiro do meu pai rsrsrs ele faz a minha irmã levá-lo até a casa dos meus pais todos os dias, e a supervisão dele é forte, toda vez que meu pai tenta falar ele corre para avisar alguém rsrsrs Hoje, com a autorização do médico para que meu pai voltasse a falar sem restrições, deixou a criança indignada rsrs ele falou que o combinado era 10 dias para que pudesse falar, então deveríamos esperar 10 dias rsrs.
 
Este meu sobrinho é uma figura!! 

Monday, July 25, 2011

Para exorcizar

Pq afinal de contas, este é meu canto para colocar meus monstros para fora, certo?

Eu sou assim bastante detalhista, gosto de tudo explicado, e se estou aplicando em alguma coisa, eu preciso saber exatamente no que estou aplicando, com detalhes.

Para casar em algums igrejas católicas em SP, por conta da grande demanda, é feita a linha de produção rsrs. No meu dia, haverá outras 4 noivas, por conta disso, são 5 noivas que precisam entrar em acordo sobre a decoração da igreja.

Sou chata, eu admito, mas sou chata pq sei mto bem o valor do meu dinheiro, e não vou gastá-lo só pq alguém me disse que é melhor assim, eu preciso de evidências contudentes de que de fato estou indo no melhor negócio.

Por organizar um casamento a distância, tenho sim alguém me representando no Brasil, mas qm dá a última palavra e guia tudo sou eu.

As noivas que casarão no mesmo dia que eu começaram a entrar em contato, aparentemente estávamos em sintonia, ngm queria nada exagerado, valorizar a prórpia igreja, mantes tons neutros e blá blá blá.

Começamos a falar sobre nos encontrarmos para tentarmos encontrar o comum acordo entre as noivas, infelizmente o primeiro encontro acabou tendo que ser desmarcado, a segunda tentativa acabou para ser no domingo que passou, o qual tbm não pude estar pois trabalhei. Como aparentemente era um encontro incial, para tentarmos entrar em um acordo e como já havia explicado um pouco para todas, nem eu nem minha representante (q tbm estava ocupada) compareceu a reunião, e pedi para que uma das noivas presentes me enviasse um email para passar um feedback da reunião.

Imaginem minha surpresa, qnndo abro meu email e recebo o email de uma decoradora para pedri meus dados para incluir no contrato da decoração? Oi? Contrato?! Enviei um email para todas as outras noivas e expliquei que não estava ciente que o contrato era para ser assinado naquela reunião, afinal de contas, acho que como todos os outros itens do casamento, nos olhariamos diversos orcamentos diferentes, com os produtos que todas haviam concordado e veríamos se cabia no orçamento de todas. Parece que este não era o acordo, só esqueceram de me avisar...

Nasce a polêmica... Enviei um email sendo o mais educada possível, e explicando meu ponto de vista e minha surpresa sobre fecharmos o contrato. A resposta não foi nada agradável, questionei sobre alguns itens, e a noiva não gostou do meu questionamento, o casamento de 5 noivas, acabou em um debate entre eu e uma outra noiva, não sei qual a opinião das outras 3 noivas...

Me digam, estou sendo tão maluca assim de querer saber detalhes do q haverá no meu casamento, o pq o q foi expecificado será usado, e ainda não posso fazer comparativo com nenhuma outra empresa sem receber emails indelicados?

Agora estou aqui, com uma dor de estômago do cão (meu omeprazol acabou, estou sem ele faz 3 dias, esperando o prescription do Dr.), e ainda tentando descobrir se estou overreacting, lendo e relendo meus emails para ver se entendi qqr coisa errada ou me expressei de forma grosseira e errônea...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh de novo!

Saturday, July 23, 2011

Curiosidades...

Eu tenho alguns gostos um tanto quanto peculiares, e um deles é minha fascinação pela mente humana, especialmente a mente criminosa. Assisto diversos programas relacionados, e programas de crimes em geral; leio outros tantos livros relacionados ao assunto, e neste momento estou lendo "The Sociopath next door" da Ph.D Martha Stout.
 
Um livro bastante interessante, que aborda a psicopatia de uma forma bastante clara para todos os tipos de leitores.
 
O que eu quero falar aqui é de uma parte que achei bastante interessante neste livro, é um trecho que fala sobre as "causas" da psicopatia. Já li sobre isto em vários lugares, mas achei a forma explicada no livro a mais clara e tbm com mais embasamento em evidências.
 
O trecho que quero relatar, cita a herança genética na psicopatia. Um estudo realizado em 1995 que investigou um grande número de gêmeos do sexo masculino, fez com que estes realizassem diferentes testes, como de inteligência e até mesmo um teste de psicopatia (uma escala desenvolvida para ajudar profisisonais a identificar psicopatas). O estudo demonstrou que os gêmeos idênticos tiveram praticamente a mesma pontuação nos testes aplicados, inclusive na escala de psicopatia . A partir deste estudo, eles passaram a afirmar que 35 a 50% de nossa personalidade é inata, ou seja, nascemos com ela.
 
Um outro projeto, o "Texas Adoption Project" vem sendo conduzido por mais de 30 anos, e ele compara características da personalidade: inteligência e resultados na escala da psicopatia etc., de um indivíduo que foi adotado com o de seus pais adotivos e biológicos. O projeto tem demonstrado que os indivíduos adotados, na vida adulta, têm resultados que se assemelham mais ao de sua desconhecida mãe biológica do que dos pais adotivos que o criaram. Achei este um dado super interessante, mas vale ressaltar que a pessoa com prediposição biológica a psicopatia, necessariamente não se tornará um psicopata, há ainda outros diversos fatores que influenciam o desenvolvimento da psicopatia. Alguns fatores ainda são um mistério, mas um fator abordado no livro que achei bastante interessante é a influência cultural.
 
O livro sugere que a as características culturais de um país, influencia à sociopatia mais do que fatores realcionados a infância pessoal do indivíduo.
 
De acordo com o livro, algumas culturas tem menos sociopatas do que outras. Eles afirmam que a sociopatia é relativamente rara em certos países do leste asiático, onde estudos demonstraram uma prevalência de 0.03 a 0.14% de distúrbios de personalidade antisocial, contra 4% nos países ocidentais.
 
Eles acreditam que a sociedade atual permite, reinforça e em algumas situações, valoriza características listadas no checklits da psicopatia (outra ferramenta utilizada por profissionais para identificar possíveis sociopatas); carcterísticas estas como a impulsividade, irresponsabilidade e falta de remorso. Estudiosos acreditam que a cultura Norte Americana, que possui o individualismo como um valor central, tende a encorajar o desenvolvimento do comportamento antisocial.
 
A autora sugere que que as carterísticas do que uma cultura acredita, serve de encorajamento para indivíduos com predisposição a sociopatia, para desenvolver e compensar cognitivamente o que falta neles emocionalmente: principalmente a consciência.
 
No livro é explicado que um indivíduo que n consegue, ou neurobiologicamente n pode, se conectar emocionalmente com outras pessoas, acaba sendo influenciado pela cultura que insiste nesta conexão emocional com seu país e povo.  Eles explicam que esta cultura, tende a levar este indivíduo a um entendimento estritamente cognitivo de obrigação pessoal, ou seja, a cultura que n supervaloriza o individualismo, possivelmente leva à pessoa sem consciência individual a desenvolver a consciência coletiva.
 
Viu pq tem tanto maluco no USA? rsrs
 
Achei estes dados bastante relevantes, e que acabaram fundamentando algumas teorias que eu tinha ;)
 
Para quem gosta, super recomendo o livro, n sei se ele existe no Brasil, mas acredito que sim. A linguagem n é técnica, por isso torna o uma leitura bastante prazerosa!
 
 
From Google Images
 
 

Wednesday, July 20, 2011

Todos merecem um lugar ao sol

Os animais não precisam de nenhum médico avisando que eles precisam de sol para evitar a Osteoporose.
From Google Images

Eles já nascem sabendo da importância da vitamina D no organismo, e por isso procuram sempre "tomar" um pouco de sol diariamente.

A Lua que não é boba, segue a mesma idéia, mas ela é consciente, ela gosta de deitar no sol da manhã!! rsrs
From Arquivo Pessoal
No entanto, eu acho que minha cachorra está ficando meio maluca sobre sua necessidade de sol rsrs Qndo estou em casa no período da manhã, ela desesperadamente pede para que eu abra a porta do balcony para que ela deite no sol, e é assim, se eu demorar muito para abrir, ela improvisa rsrsrs

From Arquivo Pessoal

Fala se essa minha cachorra não é uma comédia?!

Tuesday, July 19, 2011

Muito Obrigada!

Meninas, eu gostaria de agradecer do fundo do coração pelas palavras de conforto, pelo carinho e pelas orações.

O meu pai fez a cirurgia ontem, e graças a Deus, tudo ocorreu muito bem. O resultado do histopatológico ainda demora um pouco para sair, mas os médicos nos garantiram que mesmo se trantando de um câncer, o prognóstico é bastante positivo.

Ainda não sabemos sobre a voz dele, ele está terminantemente proibido de emitir qualquer tipo de som pelos próximos 10 dias, então até lá não saberemos o quanto foi afetado.

Novamente, mto obrigada pela força que vcs me deram neste momento tão importante da minha vida!

Infelizmente, não vou conseguir ir para o Brasil. Eu tenho apenas 2 semanas de férias no meu trabalho, que foi agendada para o casamento, e em março, após a morte do meu sogro, eu tirei 2 semanas extras apra viajar para o Japão para cuidar do enterro e da burocracia envolvida neste tipo de situação.

Me dói o coração não poder estar lá, mas agora estou mais calma. O q algumas de vcs citaram faz mto sentido, talvez minha família necessite de um suporte financeiro que eu só poderei dar continuando meu trabalho, e se no fim das contas a coisa ficar pior do que imaginávamos, eu e o namorido já estamos de acordo de q eu largo tudo e vou para lá.

Eu quero agradecer imensamente também pelas histórias de suas vidas que vcs compartilharam comigo, mtas passaram por momento hiper difícies, assuntos que tenho certeza que são bastante íntimos para vcs, por isso, mto obrigada por se abrirem comigo e me mostrar que tudo que precisamos é fé, amor e carinho, por todos aqueles que amamos. Mesmo tendo o conhecimento disso, as vezes é necessário que as pessoas nos lembrem deste fato, mto obrigada por me lembrarem!

Eu sempre debati sobre ter um blog, e hoje agradeço as pessoas maravilhosas que este blog me trouxe em tão pouco tempo!!

Obrigada de coração, meninas!

Friday, July 15, 2011

As vezes é muito difícil

ATENÇÃO: Post fala de um acidente familiar de forma bastante gráfica.

Sempre fiz minhas escolhas na vida, e procuro não me arrepender por elas. Tento ver tudo pelo maior número de ângulos que posso imaginar, e com isso tomo minha decisão.

Vir morar no USA foi uma decisão consciente; fiquei meses debatendo, afinal, smepre fui a garotinha da família. Entre eu e minhas irmãs eu era a única que estava sempre com os meus pais, não importa onde eles estivessem e não importava minha idade. Sempre carreguei meus namorados nesta minha fixação familiar rsrs Por isso que quando anunciei minha mudança, foi um choque para muitos que rodeavam minha família.

Sempre fui assim, hiper conectada com a família, eles sempre foram minha prioridade.

Alguns anos atrás meu pai comprou uma chácara (sonho de infância), sem dinheiro, eu, ele, meus tios, minha mãe e meu namorado nos juntamos para, aos poucos, ir montando a casa. Em um belo dia, meu adorável pai estava trabalhando no forro da casa, e serrou a mão com uma serra circular. Eu estava  do lado de fora, e minha mãe me gritou na hora. Quando entrei na casa, o sangue estava jorrando (ele havia cortado uma artéria) e a mão estava pendurada pela pele. Eu e ele fizemos um torniquete, e junto com meu ex-namorado procuramos o hospital mais próximo. Entendam que não conhecíamos a área, a chácara do meu pai é no meio do nada, não existe nem telefone na área, e nem é asfaltada. Rodamos por quase 15km até a área onde o celular tinha sinal, e liguei 190, pedindo para que uma viatura me encontrasse para me mostrar onde ficava o hospital. Não havia hospital próximo, apenas um posto de saúde há 25km de onde encontramos a viatura. Não foi possível fazer muitas coisas no posto, ele deram alguns pontos na artéria para estancar o sangue, mas ele precisava ser tranferido. Enfim, só estava lá eu e meu ex-namorado e fui eu quem acompanhei meu pai de volta para SP para fazer a cirurgia. Minha mãe só conseguiu chegar no outro dia, e o mesmo com as minhas irmãs.

Meu pai precisou ficar uma semana no hospital, e durante esta uma semana fui eu quem fiquei com ele. Eu nunca havia faltado na faculdade, e para ficar com ele no hospital, eu perdi uma semana de aula. Minha mãe poderia ter ficado, mas eu simplesmente não conseguia sair de lá. Hoje a mão dele recuperou completamente, foi reimplantada e a cirugia foi um sucesso, a mão ficou um pouco mais fraca que a outra, mas para quem viu como estava no dia do acidente, desacredita do quanto a mão dele está perfeita.

Segunda-Feira, dia 18.07.11 meu pai fará uma cirugia. Foi detectado um tumor nas cordas vocais, cuja as chances de ser um cancer é extremamente alta. O prognóstico, mesmo em caso de câncer, é bastante positivo. Este é um câncer com baixissíma incidência de metástase, e geralmente com cirugia consegue se remover tudo. O problema, é que com este tudo, vai se a voz. Os médicos não conseguem dizer com que precisão a voz do meu pai será afetada, mas qualquer coisa na voz dele será um big deal. A verdade é que a voz do meu pai carrega muito de sua personalidade, voz forte, grossa e imponente, e perder isso não será fácil. No entanto, minha maior frustração é que não estou lá, e para ser bem sincera é nestas horas que penso que posso ter feito uma grande besteira em ter deixado minha família. Tentei sair de licensa do trabalho, mas por conta dos dias q tirei quando o meu sogro morreu, e os dias para o casamento no fim do ano, eu já extrapolei minha cota de longe. Já conversei com o namorido, e talvez simplesmente abandone meu trabalho para ir ao Brasil, mas esta não está sendo uma decisão fácil. Não foi assim tão simples achar o emprego que estou hoje, sou a supervisora do lab, e perder esta posição e salário não é assim tão fácil de jogar para o alto.

Não tenho dormido muito bem, minha cabeça parece que vai explodir de tanto pensamento, e ainda me sinto péssima pq sei que o namorido está se sentindo culpado por eu estar aqui, sendo que talvez, se não fosse por ele eu já tivesse voltado para o Brasil faz tempo... Enfim, no momento sinto que  toda a culpa do mundo está na minhas costas, sei que é meio drama queen, mas não consigo evitar. Gostaria de estar com meu pai, e por mais que ele diga que não quer que eu vá, sei que ele e sentiria melhor se eu estivesse lá...

Ahhhhhhhhhhhhhhhh!!

Sunday, July 10, 2011

Senta que lá vem história...

AVISO: Post gigante rsrs

Eu me casarei na Capela da PUC em São Paulo, que é uma igreja católica romana.
A religião na minha vida é algo bastante complexo. Cresci em uma família religiosa, o lado da minha mãe, todos católicos, do meu pai protestantes. Quando criança fui batizada na igreja católica, pois a religião era mais importante para a minha mãe do que era para o meu pai.

Meus pais nunca me obrigaram a frequentar absolutamente nada. Eles me explicaram no que eles acreditavam, mas sempre deixaram o caminho aberto para que procurássemos aquilo que nos enquadrasse melhor.

Sou e sempre fui curiosa, sempre quis saber o pq das coisas, nunca superei esta fase de criança rsrs Para tudo nesta vida eu preciso de um entendimento mais completo, de respostas que nem sempre as pessoas estão dispostas a dar. Este foi um dos motivos que escolhi a biomedicina, onde as doenças e o corpo humano são estudados no pormenores, onde tudo é analisado de diversas formas e exaustivamente.

Com religião não foi diferente, meus pais me explicaram o que eles acreditavam e tinham aprendido, mas não era suficiente para mim, eu precisava de outras respostas, e precisava entender algumas diferenças entre religiões. Foi assim que comecei a estudar religiões, eu não sou uma profunda conhecedora, mas eu diria que tenho uma experiência bastante grande neste setor. Eu li sobre as mais diversas religiões, e vistei outras tantas. Eu qria experimentar, saber o pq acreditava ou não no que estava sendo dito. Acredito que isto não me fez nem mais nem menos religiosa que outras pessoas, diria apenas que me deu um certo conhecimento de causa para as minhas crenças. Não diria que sigo religião nenhuma, toda a minha curiosidade me levou a acreditar que eu não preciso de um título, apenas a minha fé.

O namorido é agnóstico empírico. No começo do nosso relacionamento tivemos algumas desavenças sobre os nosso credo, mas hoje a visão dele mudou consideravelmente, tendo em vista que foi possível que eu apresentasse à ele uma visão sobre religião e fé que até hoje ele não tinha conhecimento.

Sim ele mudou, mas não tinha certeza que o suficiente para aceitar casar na igreja católica por mim; uma escolha que fiz baseada no ritual do casamento na igreja católica, ritual este que têm muito significado para mim. Enfim, com a cara e a coragem sugeri o casamento na igreja católica e ele aceitou sem hesitar!! Ele não sabia onde estava amarrando o burrinho dele rsrs.

Para um casal celebrar o sacramento do matrimônio, é necessário que este faça um curso de noivos. No Brasil (me corrijam se estiver falando besteira) este curso é realizado em um fim de semana, onde vários casais com casamento marcado vão se reunir e ter palestras com casais em vários  momentos de seus casamentos, é feita também uma reunião com o padre e é dada entrada em toda a documentação. Eu iamgino que há diferenças entre uma igreja e outra, mas acho que a idéia geral é esta.

Bom, na Terra do Tio Sam, o curso de noivos é um pouco mais complexo (também há variação entre uma igreja ou outra, mas o contexto geral é o mesmo). Vc deve dar entrada para o curso de noivos com aproximadamente 9 meses de antecedência (3 meses no Brasil).

O primeiro passo é uma reunião com o Padre que irá conduzir o seu caso (como vou casar no Brasil, não é o padre que irá celebrar o nosso casamento). Nesta reunião, o padre nos explicou todos os outros passos do curso e fez uma entrevista comigo e meu noivo separados e depois juntos, fez milhões de perguntas sobre os mais diversos aspectos, e preencheu milhões de formulários. Nós ficamos 3 horas com o Padre.

O Segundo passo é um questionário chamado F.O.C.C.U.S. Eu e o namorido ficamos em salas separadas e respondemos as mesmas perguntas (são perguntas objetivas) sobre os mais diversos aspectos do relacionamento e de como vemos o outro. Este questinário levou uma hora para ser respondido.

O Terceiro passo, é o chamado o We C.A.R.E, onde por dois dias (Sexta de noite e Sábado de manhã), junto com outros noivos, nós nos reunimos com duas assistente sociais que são conselheiras matrimoniais, e discutimos diversas formas de comunicação no relacionamento. Esta foi uma parte do curso de noivos que gostamos bastante, pq de fato eles nos mostraram ferramentas que podem ser utilizadas em momento de discussões que impedem erros de comunicação e interpretação, prevenindo que uma briga se torne em algo muito pior. Foi bacana q eles ressaltaram q não existe relacionamento perfeito e nem fórmulas secretas para impedir brigas, mas a forma que vc lida com ela é fundamental para o bem estar do relacionamento. Eu e o namorido sempre fomos mto aberto e trabalhamos bem em resolver nossas discussões, mas ainda assim aprendemos muito neste curso.

O Quarto passo é o retiro de casais, que foi o que fiz este fim de semana. Nós fomos para um retiro católico junto com outros 20 casais de noivos e dois casais palestrantes que estão casados por muitos anos. Este retiro foi bastante focado no catolicismo, e um tanto quanto casantivo. Os casais compartilhavam suas histórias pessoais, nos entregavam questões relacionadas ao tópico discutido, separavam homens e mulheres para responderem as questões e depois cada casal ia para um quarto separado para dialogar sobre as questões respondidas. Isto foi um tanto cansativo, pois era um cosntante vai e vem, escrevemos muito e para nós (outros casais tbm reclamaram) faltou um pouco de dinâmica. Fizemos isso por todo o fim de semana, só chegamos em casa hoje (Domingo as 19hs). Acho que este passo foi o mais cansativo para nós, pq muitas das questões que eles nos fizeram discutir eram coisas que eu e o namorido já havíamos discutido. Achei o conceito do curso bastante interessante, posis ajuda os casais a refletirem sobre alguns assuntos que não são todos que pensam antes de casarem. A idéia do curso é fazer vc ter um maior entendimento dos valores, conceitos, planos e expectativas do seu parceiro, algo que alguns casais esquecem de falar antes do grande dia, e aí, após alguns anos no casamento eles descobrem que estão remando para lados diferentes, e consequentemente não estão chegando a lugar algum.

Eu e o namorido sempre nos posicionamos muito bem sobre o que acreditamos e o que queremos, acho que isto se deve em parte, ao fato te termos um relacionamento intercultural, onde queriamos entender melhor a visão e posição um do outro na vida.

Eu ainda não passei pelo Quinto passo, pois literalmente acabei de voltar do retiro ;). O Quinto passo consiste em mais uma reunião com o Paadre, onde apresentaremos todos os certificados, minha certidão de batismo e onde discutiremos as nossas respostas do questionário FOCCUS.

Após todos estes passos, finalmente poderemos enviar toda a documentação para a Igreja no Brasil e enfim teremos a autorização para casarmos na Igreja católica. O processo aqui é longo, e requer um comprometimento um pouco diferente do curso no Brasil, algumas coisas eu achei bastante positivas, outras um pouco desnecessária, mas acima de tudo, todo este curso me mostrou o quanto o namorido se preocupa com o que eu quero e acredito, pq mesmo sendo agnóstico ele esteve do meu lado durante todo o processo, e isto é priceless!

Wednesday, July 6, 2011

Exercitando a paciência (ou não)...

Já falei isto mil vezes por aqui, e volto a repetir, nunca fui uma garota de sonhar com casamento, sério mesmo! Nunca sonhei com vestido de noiva bufante ou festa cheia de coisas rsrs Casamento na verdade não fazia parte da minha lista de planos, sempre achei q seria mãe, mas o casamento eu nunca pensei mto a respeito. 
De acordo com o meu pai, eu não era material para casamento hahahaha e ele não falava isso para ser ofensivo,  muita calma rsrs é só que na opinião dele, eu estava muito mais focada em carreira do que em relacionamento; entendam que antes do namorido, eu namorei uma pessoa por quase 9 anos, e sim, nós até chegamos a cogitar a possibilidade de casar, mas no fim, este foi o motivo que acabou nos distanciando. Estávamos em momentos diferentes da vida, enquanto ele queria casar e ter filhos, eu estava 100% focada na minha carreira, e apesar de ter um carinho enorme por ele, sentimos q era melhor cada um seguir o seu caminho.
Bom, mas apesar de nunca ter o casamento como uma prioridade, agora que ele faz parte da minnha realidade, eu me entreguei rsrs Não gosto de fazer nada sem saber onde estou pisando, por isso, eu tenho pesquisado e lido muito sobre casamento. Google e os blogs amigos têm sido de grande valia neste meu aprendizado. Já fui em vários casamentos na minha vida, mas planejar um é mto diferente, e apesar de nunca ter sonhado em casar, já que vamos fazer, qro fazer direito rsrs. Não, eu não qro seguir tudo que é colocado no mercado, mas pelo menos eu qro saber quais são as coisas disponíveis para que eu possa dizer não com consciência ;).
Aí ficou assim, noiva clueless que decidiu q como todas as outras noivas, qr um casamento que seja a cara do casal, mas eis q este casal é meio diferente rsrs e além disso, a noiva ainda faz questão de incorporar o mix cultural que é este relacionamento: Noiva Brasileira, Noivo Japonês e moramos no USA :) Pensa no estress q arrumei para mim rsrs
No fim, o estress maior acaba sendo ter um noivo mais clueless do q eu hahaha Sério, eu tento manter minha paciência da melhor forma, mas é difícil. Eu super concordo q casamento é caro, que os fornecedores mtas vezes abusam, mas enfim, nos decidimos por isso, então precisamo ter uma noção sobre os valores aí fora, o q o namorido n têm de forma alguma. Com isso, cada vez q sento com ele para falarmos sobre o nosso budget perco um tempo absurdo para explicar os preços :( Para o namorido, os preços q estamos pagando em alguns itens, são inconcebíveis. A frase preferida dele é "mas isto custa couple hundreds, pq estamos pagando tão caro?" hahaha pois é, ele ainda n se ligou q a palavra casamento triplica os valores das coisas... E além disso, ainda vem o choque cultural, e ontem foi o q aconteceu.
Estou tentando decidir a bendita mesa de doces, o q no USA n existe. Lá fui eu, com toda a paciência conversar com o namorido sobre quantidade, sabores e estas coisas (eu tento incluir ele em absolutamente tudo q posso, afinal, somos nós dois q estamos pagando e casando). Após explicar para ele o q era a mesa de doces, mostrar mil fotos e tudo mais, a primeira pergunta foi:
N: Isto 'e mesmo necessário?
E: Honey, necessário para casamento é a noiva, o noivo e o Juíz de paz, o resto é tudo escolha.
N: Então, pq vamos ter isso?
E: Sinceramente, é um costume brasileiro, qqr festa q vc vá existe os doces.
N: Mas temos bolo...
E: Sim, mas é diferente. Um complementa o outro, n acho q precisamos tanto qnto as pessoas geralmente servem, mas gostaria de ter um pouco, é uma questao de costume mesmo, e acho q vou sentir q está faltando algo na festa se n tivermos (Expliquei milhões de situações, ilustrei com mais um monte de fotos, tentei mostrar q era importante para mim, mas q eu estava disposta a diminuir quantidade, variedade e tudo o mais)
N:  Ok, let's compromise. Nós gastamos o dinheiro no doce e vc economiza na maquiagem e cabelo, fazendo vc mesma
E: Oi?! babes, let me get back to you tomorrow, after the desire of killing you disappear
Pois é minha gente, estou tentando exercitar minha paciência rs. Não sou bridezilla, mas ás vezes ela toma conta de mim rsrs

Saturday, July 2, 2011

Nem sempre...

Eu me considero sortuda por ter a Lua.
From Arquivo Pessoal
Eu sei que sou suspeita para falar, mas a considero uma cachorra bastante educada. Quando alguém chega em casa, ela dá uma chiada, mas depois se acostuma e vai para o canto dela deitar ou deita perto da minha perna. Quando estamos comendo, ela sempre vai tirar uma soneca. Quando ela ainda era um cisquinho, nós fomos na casa de uma amiga, e enquanto jantávamos ela dormia. Uma das convidadas perguntou se a Lua era de pelúcia, pq ela estava mto quieta para ser de verdade hahaha

Mas a verdade é que, apesar de ela ser uma cachorra incrível, ela não é santa hahahaha e assim, no começo dos preparativos do casamento, eu estava bastante estressada, pq não estava conseguindo resolver algumas coisas, e planejar um casamento estando em outro país não é assim o ideal né? Bom, eu passava horas olhando diversas revistas de casamento e a Lua acabou ficando um pouquinho de lado, e eis que ela achou a solução para isso, eu cheguei do trabalho e...

Form Arquivo Pessoal "Destrui todas as revistas, agora seu stress acaba e vc me dá atenção de novo"
Pois é, ela havia destruído as revistas, em um momento de fúria hahaha Hj eu dou risada, mas no dia eu fiquei mto p da vida. Briguei horrores com ela, e ela começou a apelar para aquela cara de pobre coitado culpado que só os animais sabem fazer.
From Arquivo Pessoal
Mas eu não dei o braço a torcer não, continuei brigando com ela, e a coloquei de castigo.
From Arquivo Pessoal
Ela passou o dia inteiro isolada, sem eu falar com ela. Isto foi suficiente para nós duas aprendermos a lição hahaha ela nunca mais destruiu nada, mas eu tbm aprendi a dividir meu tempo de bridezilla e dona de uma cachorra rsrsrs