Thursday, February 28, 2013

Ficção Científica?!

A ciência, como um todo, têm avançado muito mais rápido do que nossos princípios, valores morais e leis. Já comentei isto neste post aqui, e como disse lá, a Reprodução Humana Assistida vive atravessando a linha da polêmica.

Uma técnica que vem sendo muito utilizada é a técnica de PGD (Preimplantation Genetic Diagnosis - Diagnóstico Genético Pre-implantação) junto com a técnica de FIV (Fertilização In vitro).


O que é FIV?
Um resumão: o FIV é o processo onde os óvulos e espermatozóides são manipulados no laboratório. Ou seja, o processo de fertilização é todo realizado fora do corpo da paciente. Após a fertilização, o embrião vai crescendo "no tubo", e após alguns dias é implantado na mulher.

E o PGD?
Em resumo, é um método onde o embrião é avaliado para ver se possui algum probelma genético antes ser implantado. Se algum problema foi identificado, não há implantação.


Este método veio de fato para revolucionar tudo que conhecemos.Com ele, futuros pais podem evitar problemas com abortos espontâneos por incompatibilidade devido a problemas genéticos,  e de previnir o nascimento de bbs com diversas doenças severas que conhecemos.

Com o PGD, por exemplo, vc pode selecionar embriões pelo sexo. Isto é feito pq existem diversas doenças genéticas que são ligadas ao sexo, ou seja, o bb só vai desenvolver uma doença específica se for de um sexo específico (Exemplo: a Distrofia Muscular de Duchenne). Outras várias doenças podem ser evitadas com este método, como a Fibrose Cistica, Doença de Huntington e muito mais. Este processo de escolha por si só, já é polêmico. Os embriões diagnosticados com estas doenças não são utilizados. Eles nunca vão se tornar bbs. Por escolha dos pais podem ser destruídos, e para muitos, isto é considerado um aborto. É correto estes embriões (que foram criados e cresceram fora do corpo) serem destruídos pois eles tem uma doença gravíssima que em muitos casos é incompatível com a vida?

Muitos acham aceitável, outros tantos não!

Com este método ficamos cada vez mais próximos do filme de ficção científica Gattaca. Estamos mais próximos do processo de perfeição genética. Isto é algo positivo? Negativo?! Perguntas válidas com respostas complicadas.

Na contra mão, há casos em que os pais querem manipular o embrião para ter certeza que seus filhos tenham a mesma deficiência que eles. Alguns pais surdos querem ter certeza que seus filhos também vão nascer surdos. A mesma coisa com alguns pais que tem nanismo e querem ter certeza que seus filhos vão todos também ter nanismo. É um absurdo usar esta técnica para ter certeza que o bb vai ter um problema?!

É ético mudarmos o processo de seleção natural?!

Mudamos hábitos alimentares, nos exercitamos, não bebemos, não fumamos, tudo em busca de uma vida saudável. É errado manipularmos a genética para garantir que nossos filhos não morram antes de completar 1 ano de idade? Ou para evitar um aborto espontâneo? Para evitar uma doença grave e sem cura?

As regulações sobre o uso do PGD variam entres os países, e dentro de um país como o EUA, varia de um estado para o outro. O que é certo, o que é errado?! Eu acredito muito na subjetividade destes dois termos, mas a maioria das pessoas não pensam desta forma!

Aí volto lá no meu primeiro parágrafo, a ciência está evoluindo muito mais rápido do que podemos assimilar, e a ficção científica está cada vez mais se tornando nossa realidade. Devemos ter medo? Tenho minhas respostas e opiniões ;) Vcs já pensaram nisso?!

12 comments:

  1. Oi Aline!
    Boas perguntas... De vez em quando eu penso no assunto mas fico dividida. Nós já fazemos tantas coisas para alterar a lei natural, como você disse... Cirurgias, medicamentos, coma induzido, máquinas respiratórias... e mesmo coisas simples como a maquiagem ou comprimidos para resfriados... tudo isso contraria a natureza e, no entanto, a maioria de nós agradecemos pela sua existência.
    Em princípio sou a favor de tudo o que melhore a nossa qualidade de vida sem prejudicar/magoar ninguém. Por outro lado, fico muito triste só de pensar que muitos animais sofrem porque são usados como cobaias para este tipo de testes. Não sei, estou muito dividida mesmo.
    Beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Joana, eu sou a favor da ciencia, mas eu acho que e' importante estabelecermos alguns limites! E' aquela coisa de apoio com restricoes :) E por Reproducao Assistida ser minha especialidade, eu sou uma das maiores criticas, pq precisamos pensar no impensavel quando estamos falando de saude!! Bjsss

      Delete
  2. Sempre que paro pra pensar neste assunto, nunca consigo chegar a uma conclusão. Sou religiosa, creio em Deus, e creio que todo o conhecimento que ele entrega nas mãos do homem é pra ser usado para o bem, jamais para o mal. A idéia de bem e mal varia muito de pessoa pra pessoa. Acho que tudo que vem pra salvar vidas, pra evitar doenças é valido. Porém escolher que a criança tenha a doença já acho piração. Mas quem sou eu, pobre mortal, leiga no assunto pra julgar ou criticar alguém e suas escolhas..bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Lia, eu te entendo, pq e' super dificil ter uma opiniao concreta sobre algo tao subjetivo! Eu penso como vc, acho que para tudo ha sua importancia, mas acho que quando manipulamos para provocar uma doenca estamos atravessando uma linha que nao acho que deveriamos atravessar! E' complicado... Bjsss

      Delete
  3. Eu nunca pensei nisso, mas concordo que os avancos tecnologicos avancam mais rapido que as mudancas de mentalidade das sociedades, entao como tecnicas de procriacao (algo que envolve fe, religiao, concepcao pessoal, leis governamentais, etc) e algumas outras mais acaba gerando uma polemica enorme em torno. Eu na minha ignorancia sou contra um pai escolher que o filho tenha uma doenca igual a dele, acho super valido selecionar para ter filhos saudaveis e sem problemas mas dai me vem uma pergunta, temos direito de "acabar" com uma vida em formacao so porque ele tem uma deficiencia, se fosse comigo eu iria gostar? Entao eu nao sei o que dizer, so que a gente e capaz de fazer tanta coisa e ainda nao tem uma sabedoria pratica para saber administrar as respostas das perguntas que surgem.
    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Monique, e' uma coisa super complicada de pensar mesmo ne?! A gente tenta ser coerente o maximo que da, mas e' mto complicado! A sua ultima frase resume mto bem a situacao, "a gente e capaz de fazer tanta coisa e ainda nao tem uma sabedoria pratica para saber administrar as respostas das perguntas que surgem." Super verdadeiro! Bjsss

      Delete
  4. Aline se eu tivesse lido esse texto ha um ano atras seria totalmente contra a manipulacåo dos embrioes a nivel das caracteristicas geneticas e o sexo do bb mas hoje depois de ter tido cancer penso que tudo que possa ser feito e pouco pra evitar essa doenca assim como tantas outras que causam sofrimento na vida de tanta gente.
    Sei que caso eu tenha filhos estarei passando geneticamente essa doenca parA as geracåes futuras e com certeza eu evitaria se fosse possivel.
    Bjos e otimo final de semana.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renata, eu sou a favor com restricoes. Eu nao acho que manipular o sexo do bb apenas por manipula e' algo que deveria ser feito, mas quando se trata de evitar uma doenca, eu sou a favor. Eu tenho receio sobre o que toda esta analise genetica pode trazer. Se vc nao assistiu o filme Gattaca, da uma olhada, acho que vale a reflexao do que eles colocam la. Hoje ha quase 0 regulamentacao e tenho receio do que o futuro pode nos trazer se nao nos preocuparmos com os detalhes desta tecnica, e nao apenas os beneficios!! Bjsss

      Delete
  5. Adoro posts seus sobre ciencia! =)

    "É ético mudarmos o processo de seleção natural?!" olha, eu como cientista e entusiasta da evolução de métodos tecnológicos sou contra esse tipo de procedimento. Sim, existem muitos casos de abortos e doenças terríveis que poderiam ser evitadas por esses métodos de seleção embrionaria, mas dai pessoas como eu nao nascem... Eu fui diagnosticada com Marfam quando era nenem... Depois soubemos que era um falso positivo, mas enfim... eu tenho problemas serios de visao - sou clinicamente cega - e num futiro em que a seleção genética fosse mais elaborada eu nao ia nascer...
    Sou mais entusiasta em corrigir do que jogar fora... Eu sei q isso eh bem mais dificil, mas eh o melhor, ao meu ver.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Luana, mto obrigada!! Eu escrevo poquissimos pq eu acho que a galera acha chato rsrsrs
      Eu particularmente sou a favor, mas acho que e' um metodo que deve ser muito bem regulamentado! E o meu receio e' este, a falta de leis e acordos especificos! Acho que e' algo que pode trazer grandes beneficios para o mundo, se for usado de forma etica e nao apenas visando o financeiro!! Em alguns problemas geneticos, hoje se sabe como corrigi-los, mas muitos ainda nao, entao nestes casos, se e' incompativel com a vida, o sacrificio do embriao costuma ser a escolha dos profissionais e dos pais!!

      Delete
  6. Minha irmã se submeteu a FIV duas vezes. Ainda bem que conseguiu na segunda.. tem gente que passa umas 4x tentando e nada... Pra ela e o meu cunhado, que é um sonho ter um filho, foi uma bênção que o organismo por si só não pôde abençoá-la.

    Gosto muito disso na medicina e sempre sou a favor do avanço, mesmo que seja a clonagem.

    Kisu!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Bah, eu sou todas pros as tecnicas de Reproducao Assistida, tanto que e' especialidade que escolhi :), Acho incrivelmente gratificante ver uma pessoa conseguir ficar gravida apos tanto sofrimento, mas eu acho que a forma oba oba que estes metodos vem sendo usado me assusta! Eu apoio pesquisa em todos os niveis tbm, ate mesmo o de clonagem, uso de celulas embrionarias e assim vai, mas eu acho que regras sao importante, pq o pessoal empolga, pensa so nos beneficios e esquece de pensar em todas as implicacoes, inclusive as negativas! Bjss

      Delete