Monday, June 13, 2016

Presentes da vida



As coisas estão bem corridas aqui. Estamos encaixotando uma vida, vendendo móveis, comprando outros, vendemos casa, compramos casa, formatura do marido, me preprarando para meus últimos dias no trabalho, os últimos dias dele no trabalho, visitando todos os médicos e dentista antes de nos mudarmos, tentativas de nos despedir de todo mundo... Estou com post pendentes, comentários que quero fazer em blogs amigos pendentes... No entanto, não vou fazer nada disso agora. Este post é bem específico e precisava escrever e publicá-lo antes do fim desta semana.

Eu nunca escrevi aqui em muitos detalhes a trabalheira que foi encontrar alguém para cuidar do Pandinha para eu poder voltar a trabalhar. O processo todo foi bem difícil emocionalmente. Eu voltei a trabalhar quando ele tinha nove semanas e até ele ter umas 21 semanas, nós não tínhamos uma pessoa fixa para cuidar dele. Um dia escrevo sobre este período com mais detalhes J Felizmente, nós encontramos alguém de uma forma bastante curiosa.

Através deste bloguinho, conheci uma outra blogueira e viramos amigas também fora dos blogs. Já tem alguns anos que ela não escreve mais, mas mantivemos contato. Curiosamente, ficamos grávidas praticamente na mesma época e ela me apresentou para um grupo de outras nove meninas que também estavam grávidas e nossos bebês nasceriam próximos uns dos outros. Um grupo bem pequeno que foi e é um suporte fantástico na minha vida. Moramos em diversas partes do mundo, e diversas foram as vezes em que elas pareciam estar ali no quarto do meu pequeno no meio da madrugada me fazendo compania. Diversas vezes dividi com elas o desafio que passava a procura de alguém para cuidar do meu pandinha. Eis que uma das meninas, comentou que tinha uma amiga querida que estava para se mudar para a minha cidade, que tinha sido AuPair e que talvez estivesse interessada em trabalhar para mim.  Fui apresentada online a A. e assim começamos a troca de mensagens sobre a nossa possível relação trabalhista. Ela chegou em Ann Arbor e fizemos nossa entrevista e ela começou a trabalhar com a gente quase que imediatamente.

Faz um ano e um mês que A. cuida do Pandinha. Faz um ano e um mês que minha família teve a sorte de ter a A. introduzida em nossas vidas. Marido e eu falamos quase diariamente que não há nada que possamos reclamar da nossa relação trabalhista com A. Ela é fantástica com Pandinha. Vai além do que combinamos para nos ajudar, desde sempre. No fim desta semana nossa relação trabalhista chega ao fim, mas felizmente fica uma relação de amizade que sei que vamos carregar para a vida inteira.

A. é alguém com quem posso desabafar. Que me dá conselhos. Temos pensamentos muito parecidos. Nossas personalidades são bem parecidas em vários aspectos. M., que me conhecia apenas online e que me apresentou para a A., disse que achava que eu e A. éramos parecidas e ela estava certíssima. Há muitas coisas que pensamos diferentes também, mas nossas conversas são sempre prazerosas, construtivas e instrutivas para mim e sei lá quantas vezes cheguei atrasada no trabalho simplesmente porque perdi a hora enquanto conversava com ela.  

Meus olhos se enxem de lágrimas de saber que muito em breve não vamos mais nos ver todos os dia. Um novo capítulo muito em breve vai se iniciar nas nossas vidas e na vida da A. também. Coisas boas para todos nós, mas obviamente vamos sentir falta da A. todos os minutos dos nossos dias.

Eu não acho que minha família expressa isso o suficientemente, mas A., agradecemos todos os dias pelo seu cuidado e amor com o nosso pequeno. Agradecemos todos os dias pela felicidade que sua amizade traz à nossas vidas diariamente. Já te falei isso pessoalmente e deixo registrado aqui também: não pense que você vai se livrar de nós assim tão facilmente, What´s App e Skype vão me dar oportunidades te atormentar o tempo todo.

Nós te amamos!

6 comments:

  1. Que pena, mas ao mesmo tempo que sorte de ter tido uma pessoa como ela cuidando do seu baby. Espero que possa encontrar alguém tão boa quanto ela em todos os aspectos.
    Beijos

    ReplyDelete
  2. Pelo jeito tem muita coisa acontecendo e muitas mudanças viram. Que sorte vc encontrar a A ...
    Abraços

    ReplyDelete
  3. Pelo jeito tem muita coisa acontecendo e muitas mudanças viram. Que sorte vc encontrar a A ...
    Abraços

    ReplyDelete
  4. Que lindo!!!!Vocês têm sorte de ter uma a outra.

    ReplyDelete
  5. Deu pra sentir a emoção com que você fala de A. É muito difícil encontrar alguém que cuide de uma criança e que a criança se dê bem logo de cara e vice-versa. Você foi uma afortunada de encontrá-la. Tivemos na minha família uma pessoa que trabalhou com a gente por 19anos e é parte da família até hoje em dia que não trabalha mais, é uma construção diária e entendo bem o que vc diz. Uma pena que A não poderá mais ficar com vocês, mas vai dar tudo certo pra todos beijos

    ReplyDelete
  6. Q post lindo. Como e bom achar alguem que cuida bem de nossos pimpolhos rsrs. eu aqui achei uma ajudante que tambem e um anjo. Cuida da minha filha com muito amor...

    ReplyDelete