Novidades nem tão novas

Então que eu voltei a trabalhar.

A vida é um troço louco mesmo e no mesmo dia que eu publiquei este post aqui recebi um email com uma proposta de emprego. A coisa me pareceu interessante e marquei uma entrevista para a semana seguinte.

Fazia já algum tempo que não participava de uma entrevista de emprego. Quando nos mudamos para cá, eu participei de umas entrevistas mas não estava me candidatando a nada, era apenas para networking, então foi diferente. Antes disso, minha última entrevista para emprego ocorreu em 2009, que foi quando me mudei para Michigan depois de quase dois anos em Ohio.

Curiosamente, eu não estava nervosa para entrevista. Eu sempre fico um pouco ansiosa e penso que vou falar alguma coisa errada em inglês rsrs mas fora isso, fui tranquila. A entrevista ocorreu bem e na tarde seguinte recebi o email com a proposta de emprego.

Estou em um mundo novo. Trabalho com pesquisa, mas em uma área nem um pouco relacionada com a Reprodução Assistida. Minha posição no meu trabalho novo é de criar protocolos e implementá-los para a redução da pegada ambiental de escritórios de advocacia. Bem fora da minha caixinha né? Estou adorando!

Está bem intressante estudar sobre meio ambiente e sobre a pegada ambiental. Eu tive algumas aulas de meio ambiente na faculdade, mas tipo, têm mais de 10 anos que me formei, ou seja, estou reaprendendo milhares de termos e conceitos e aprendendo outros milhares novos. Meu salário é umas 10 vezes menor do que eu ganhava no laboratório, mas tenho uma flexibilidade de agenda que é perfeita. Eu não trabalho de fim de semana e só trabalho duas horas pela manhã. Eu não tenho nenhum benefício, mas posso sair de folga quando bem entender e mesmo que seja por períodos longos, consigo me comunicar com o meu time por email. Eu não tenho um mínimo de horas para trabalhar por semana. Lógico que não dava para ter um trabalho assim e que ainda pagasse salário alto, né? Rsrs

É isso, não tem muito o que falar porque só têm quase 3 meses de casa e ainda estamos no período de Lua de Mel rsrsrs Como comentei, só voltaria a trabalhar se algo incrível surgisse, eis que surgiu: eu consigo trabalhar sem sacrificar nenhum tempo com minha família! Tô feliz para danar 😊

Comments

  1. Que legal! Você realmente conseguiu combinar o melhor dos mundos: uma carga que é interessante pra você, num trabalho que é interessante para você. Tenho participado de algumas discussões sobre a reinserção das mulheres no mercado de trabalho após maternidade aqui na Suíça, e a realidade é que na maior parte das vezes o trabalho não é bacana, sabe? Pessoas que tinham posições super legais acabam trabalhando de secretária, ou coisas do tipo, que intelectualmente não satisfazem. E é muito bom ver que você conseguiu algo que acrescenta para você :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada, Gabi! Eu tive muita sorte, porque na maioria dos casos, é bem isso que você citou. Tão triste, né? As coisas precisam mudar!

      Delete
  2. Aline, que novidade - nem novidade assim - boa! Acredito que você encontrou o melhor emprego do mundo, porque pode conciliar sua vida profissional com tempo de qualidade com a sua família. Muitas pessoas que ganham bem gostariam de abrir mão financeiramente por um trabalho mais flexível para passar com a família. Acho que não faz bem pra ninguém - nem pra empresa, família ou pra própria pessoa - ter que sacrificar ou ter que escolher uma opção ou outra.

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular posts from this blog

Eu e o conceito de limpeza nos EUA

Somos sempre números