Thursday, June 30, 2011

Saudades

Amo minha cidadezinha, amo meu namorido, amo minha cachorra, amo minha casinha... Mas algumas vezes o coração fica apertado e fico cansada de ser estrangeira rsrs

From Google Images
Sinto saudades de ter a casa dos meus pais logo ali; sinto saudades da família reunida nos almoços de Domingo com a comida da minha mamis perfumando o ambiente; sinto falta das conversas durante o jantar com o meu pai, sinto falta das cachorras tentando se aninhar nas minhas pernas na hora do cochilo; sinto falta do meu sobrinho e suas brincadeiras mirabolantes... Como falei no início, amo o que escolhi para a minha vida, mas que ás vezes bate uma tristeza por estar perdendo tantos momentos com pessoas tão queridas na minha vida, ah isso bate.

Sinto falta de receber ligações das minhas melhores amigas para a gente sair, e conversar sobre um monte de besteiras por horas... Sinto falta dos grandes amigos que fiz na faculdade e de nossas discussões existenciais e teorias de conspiração; sinto falta de poder estar com a família em um momento que eles tanto precisam...

Sinto falta sim do português rsrs converso com os meus pais todos os dias, mas ainda sinto falta de mais português na minha. De verdade, às vezes fico cansada de falar em inglês, mesmo que ele já tenha ficado tão comum na minha vida, após 4 anos por aqui. Quando estou mentalmente exausta, meu português e meu inglês viram uma salada hahaha

Acho que um ano e meio sem ir ao Brasil me deixa assim, nostálgica rsrs

8 comments:

  1. Aline eu não acredito, estou sentindo a mesma coisa saudades e iria postar sobre isto também e colocar a foto até dos meus cachorros lindos que eu amo e da minha priminha. Eu estou que não me aguentando de saudade de todos e de tudo também, vontade até de chorar. Não é fácil essa vida de estrangeira tem dias que a saudade aperta e dói, como eu queria ter tudo meu marido e minha família pertinho isso seria tudo para mim, não teria explicação, torço para que isto se torne possível um dia.

    Gento estou sentindo o mesmo que você, e tu esta aí ha um ano e meio. O máximo que fiquei sem ver a minha família foi um ano e dois meses, e já não aguentava mais, é dífcil só nos pssando por isso para entender realmente como é.

    Melhoras e espero que logo logo tu consiga rever todas essas pessoas especiais para ti.

    Beijos,

    ReplyDelete
  2. Eh Aline, infelizmente esse sentimento estarah conosco pelo resto das nossas vidas (ou pelo menos enquanto vivemos fora do nosso pais). Eu carrego essa saudade comigo todos os dias. Por um lado, jah me acostumei, nao sofro com frequencia mais. Com o dia a dia, a rotina e tudo o mais, a gente acaba nao tendo tempo para "perceber" a saudade (ela estah sempre com a gente, mas quando estamos ocupadas quase nao notamos). Soh que tem dias que nao tem jeito, ela bate forte, te da um tapa na cara e diz: to aqui viu. Aih eh quando a gente fica assim pra baixo, relembrando de tudo e todos. Vontade de estar lah, de voltar no tempo um pouquinho... o pior, eh que nao temos que lidar apenas com a saudade de lah, mas sim com a saudade daqui quando estamos lah. Nao sei voce, mas eu e a maioria das expats que conheco, quando vao ao Brasil ficam morrendo de saudades daqui. Eu fico bem por 3 dias quando estou lah, mato a saudade de tudo e todos, uma delicia, mas chega no quarto ou quinto dia jah estou entrando em desespero pra voltar pra ca, saudades daqui, das pessoas que conheci aqui, dos lugares, tudo.
    Nao tem solucao, mas sim aprender a conviver com ela. Tem um lado bom da saudade: a gente aprende a dar mais valor a tudo que tinhamos antes e tb o que temos hoje. Hoje dou muito mais valor a minha familia (nao que nao desse antes, dava sim, mas hoje dou muito mais), e a certas coisas no Brasil que antigamente nao dava tanto valor. Alem disso, tb aprendi a dar valor aquilo que tenho de bom na minha vida hoje (principalmente quando to no Brasil morrendo de saudade daqui), que eh o marido, a minha casinha, a facilidade de dirigir, a seguranca daqui, e tudo o mais.

    Antes eu achava que essa "divisao" que vivemos era um maldicao, mas hoje penso o contrario, eh um privilegio.

    ReplyDelete
  3. Poxa Aline, isso é uma coisa que me preocupa muito. Eu nem fui e já fico triste em pensar que vou 'deixar' meus pais, meus irmãos, meus amigos...
    Acho que vai ser muito difícil e eu vou chorar por um bom tempo até me acostumar :(
    Mas é o caminho que eu escolhi, né? Sei que também vai ter muita felicidade!
    Tomara que você possa vir o mais rápido para matar (um pouco) dessa saudade.
    Beijo

    ReplyDelete
  4. Oi, Aline! 'Brigadão pela visita! =D

    Gente, me deu um aperto no coração lendo teu texto, viu?
    Fico reclamando de só ver minhas gatas uma vez por semana [ficaram na minha mãe por conta de o Elmo ser mortalmente alérgico], de não poder abraçar minha vó todo dia [eu morava em uma vila só da família], e olha só você?! Um ano e meio sem ir "em casa"!
    Assim que terminei o mestrado eu cheguei a me inscrever em um programa pra trabalhar no Canadá. Documentação quase pronta, prova de francês feita, e minha mãe pergunta: "você vai aguentar?"
    Desisti. E a primeira coisa que fiz quando aluguei um apartamento perto do trabalho foi colocar uma foto de cada um dos meus primos nas paredes...

    Força demais aí, viu? Beijo enorme!

    ReplyDelete
  5. Oi aline,
    Eu ainda nao sei o que e este sentimento, mais imagino a grande angustia que voce deve sentir ao estar longe da sua familia! Almoco da mamae, cheirinho de comida gostosa, hummm. Ja estou aqui no Brasil sentindo falta! Mas acalma-se ai, sei que assim que puder voce e o seu namorido vem aqui matar a saudade!

    Beijo
    =**

    ReplyDelete
  6. VAN, pois é, esta é a primeira vez q fico tanto tempo longe de casa. Eu antes conseguia ir par ao Brasil todos os anos, mas este ano não deu. Nossa, é exatamente o q vc falou, o ideal era poder ter tudo dos dois mundos que vivemos, mas lógico que é impossível, então a gente vai aprendendo a driblar a saudade! Hang in there tbm ok?? Bjuss

    NANI, é exatamente o que vc falou, essa nossa saudade é de fato para sempre, e a grande verdade é que agora, independente de onde estivermos, sempre haverá esta saudade, pq qndo no Brasil a gente tbm sente saudades daqui :0 Ser humano é complicado rsrsrs Não tem jeito, alguns dias esta saudade fica mais apertadinha que outros, e como eu estava acostumada a ir todo ano para o Brasil, e este ano por milhões de motivos não consegui ir, aí têm uns dias que fico mais nostálgica. Super entendo o q vc fala, a forma que passamos a ver as coisas após esta nossa vida é diferente, não é q não davamos o devido valor antes, é apenas que agora é o valor têm uma outra conotação... Bjuss

    FE, olha, é difícil sim, mas o skype ajuda um pouco rsrs A saudade nunca larga da gente, mas nós aprendemos a lidar com ela com o tempo, mas sempre têm uns dias ou outros que ela nos deixa mais caidinhas, é como vc falou, é o caminho que escolhemos né... Bjuss

    CAROL, talgums horas são mais difíceis do que outras, mas a gente acaba se adaptando. ALguns dias o coração fica mais apertado do que em outros... Eu tenho foto da família por todo canto tbm rsrs e ainda falo com meus pais todos os dias, sem isso não fico não rsrsr Obrigada pela força!
    Bjusss

    JO, olha, saudade é algo que não nos larga depois que mudamos para tão longe, mas a gente aprende a viver com ela, alguns dias são mais difíceis do que outros, mas enfim, faz parte da nossa nova vida né rsrs Bjusss

    ReplyDelete
  7. Iiih tô do mesmo jeito...Quando fico cansada, já misturo tudo tb e assim o marido que tem que se desenrolar pra entender o que eu tô dizendo,rs!

    Bate saudade sim daquela comida gostosa, daquela hospitalidade.Sei demais do que estás falando.Mas olha, se quiser bater mais papo em português,é só me dar o seu skype, viu?

    Bjus

    ReplyDelete
  8. Aline, lendo seu post, dá pra ter uma noção de tudo que vou passar, sabe já ando meio triste por isso agora...haha..apesar de ser o que escolhi é complicado conviver com isso...mas seu casório tá chegando, e logo vai poder matar um pouco dessa saudade toda!!
    Beijinhos

    ReplyDelete