Friday, January 11, 2013

A distância machuca muito

É muito difícil quando vc vê quem vc ama sofrendo, e como sempre, vc não pode fazer nada. E o pior ainda, sua inutilidade é tão grande que vc não presta nem para estar próximo, pq em horas dificies a proximidade muitas vezes é a única coisa que podemos oferecer.

Eu sei e repito isto todos os dias, "A vida não é justa", mas olha, têm hora que esta injustiça é tão grande que os questionamentos e revoltas não conseguem deixar minha mente em paz.

Nos últimos meses, eu "acompanhei" duas amigas (daquelas que perderam o título de amiga e ganharam o de irmã há muito tempo) passar por dois extremos de sentimento.

Uma amiga que estava tentando engravidar, engravidou!! Felicidades, pulos e muita comemoração! Tudo por telefone e Skype, claro, pq estamos longe uma da outra. A gravidez, segredo até o barrigão aparecer. A comemoração ficou restrita à família. Alguns meses se passaram, e esta minha amiga acabou sofrendo um aborto espontâneo. Novamente, compartilhei sentimentos on line :( Eu não estava lá, não estou lá, e ela e o marido estão passando por esta barra... Não tenho o que falar, ofereço meu ouvido e a minha presença on line, mas sei que não suficientes.

Minha outra amiga ganha bb, uma menina linda! Já sabíamos o nome da pequena uns 12 anos atrás, e assim se concretizou! Juntas cantamos o nome da bb que veio de uma música que escutávamos quando mais nova, tudo isso, on line! Viagem marcada para o Brasil, maravilha! Poderia conhecer minha sobrinha postiça! Apertar ela para valer! Planos mudam quando a bb precisa ser internada... Nunca pude segurá-la no colo... Não conseguimos cantar a música no hospital, nossa voz havia se perdido entre lágrimas... No dia de ontem, 10/1/2013, o corpinho frágil de três meses não aguentou mais a guerra que ela precisou travar, por tanto tempo para sobreviver. Mais uma vez, minha inutilidade como amiga surge... Estou aqui, doída. Ofereço meu ouvido, sabendo que não é suficiente. Ela precisa de abraço, ela precisa do conforto da presença! Sou inútil!   

Duas queridas em uma montanha russa, e eu nem pude estar com elas, não estou com elas!!

11 comments:

  1. A vida nao e justa mesmo por varios motivos para nossa infelicidade. Mas apesar de voce nao poder estar la com elas pessoalmente, acredite que so delas saberem que tem voce e que podem te procurar a qualquer momento, com certeza e um conforto. A gente sabe que nada substitui a presenca fisica, mas amigos e irmaos seja la onde estao quando se fazem presentes como voce se faz sao um conforto e um suporte e tanto nessas horas dificeis. A perda sempre e algo dificil e independente de voce estar la pessoalmente ou nao vai doer e vai precisar de tempo ate o conforto chegar, mas poxa nao se torture e nao se sinta pior do que infelizmente essa triste noticia faz voce sentir, a vida tem dessas coisas que ninguem consegue entender...que Deus possa ajudar e confortar voces nesse momento tao triste. Se precisar conversar, chorar junto, desabafar ou qualquer coisa que voce precisar, estou sempre aqui para voce.
    Beijinhos

    ReplyDelete
  2. Ai Aline! Se eu estou chorando, imagino vc!
    Que Deus cuide dos corações de quem esta sofrendo! Força, companheira!!!

    :x
    :/
    :(

    ReplyDelete
  3. Olá Aline, uma vez li algo meio assim ''saudade é o o preço que se paga por certas escolhas que fazemos e nesse caso, seria saudade e não poder estar presente quando se precisa. Mesmo eu se colocando no seu lugar eu nao consigo imaginar como voce está agora, lendo isso tudo me deixou bem triste e com um nó fortíssimo na garganta. A vida as vezes com certeza nao é justa mas sei que elas sabem que voce sempre vai estar alí para elas, mesmo que seja online.Beijos e fica bem! boa noite

    ReplyDelete
  4. Aline,
    Não sinta-se culpada pela distância física que a separa das suas irmãs. Tenho absoluta certeza de que elas podem sentir o seu amor, carinho e preocupação para com elas. Sei que nada substitui um abraço, mas sem dúvida a sua disposição para ouvir mesmo que online, através de skype e telefone as ajudarão muito.
    Sinto muito por estas perdas, há coisas que não conseguimos entender ou explicar e nos deixam tristes e com muitas dúvidas.
    Estarei orando por estas pessoas e por você também.

    ReplyDelete
  5. Aline, eu sinto muito, as duas situações são péssimas e eu imagino o quanto você queria estar por perto. Também moro fora e me senti inútil muitas vezes, tantas conversas online, tantas coisas pra resolver e amenizar, quando na verdade um abraço seria muito mais eficaz. Que você encontre força, ainda que à distância... não gosto quando dizem "Mas a escolha foi sua de viver longe, se vire com ela, aceite as consequências". Fizemos essa escolha pensando no melhor, buscando o melhor, mas nem por isso deixamos de lado quem é importante pra nós. E infelizmente o sofrimento causado pela saudade e pela ausência faz parte de todo o processo... espero que você melhore e que suas amigas também, em algum momento, encontrem um pouco mais de conforto.

    Beijos.

    ReplyDelete
  6. Ai Aline,que barrra... tudo o que eu pensei em escrever aqui, não iria aliviar a sua angustia e o seu sofrimento, pois somente com o tempo vc vai conseguir sentir a angustia indo embora e o nó na garganta se desfazendo. Espero que você fique bem. Um grande abraço!

    ReplyDelete
  7. São essas coisas que a tecnologia não substitui, um abraço e o simples fato da presença nessas horas difíceis.
    Espero que vc fique bem e que Deus console essas famílias.
    Bjosss

    ReplyDelete
  8. Ha momentos em nossas vidas que nos perguntamos de onde tirar tantas forcas diante de tantas provacoes que a vida nos dah. Espero que voce possa estar forte neste momento de perda e que a sua amiga encontre conforto pois sabemos que mais um anjinho se juntou la em cima para farrear.

    ReplyDelete
  9. Nossa, meu coraçao está apertado agora. Que triste! Sinto muito por estes fatos. Existem coisas que realmente nao conseguimos explicar. Que Deus console o seu coraçao e o da familias de suas amigas irmas. Um beijo no coraçao.

    ReplyDelete
  10. Um dos maiores sofrimentos para quem vive fora do seu país e longe da família e amigos mais chegados é mesmo sentir a incapacidade de os ajudar quando mais precisam. Eu já senti muito a culpa de viver fora, às vezes ainda sinto, mas a verdade é que devemos seguir os nossos sonhos e isso não significa que deixamos de nos preocupar com aqueles que amamos. Além disso, a distância torna-nos as melhores confidentes em certos casos. Tenho familiares que desabafam muito mais comigo agora do que antes, pois contam com uma opinião mais imparcial, opinião de quem não está envolvido até ao pescoço em certas situações. Aline, nada substitui um abraço, mas eu sei que as suas amigas sentem o seu amor, o seu apoio, mesmo através do Skype. Envio energias positivas para você e para as suas amigas neste momento tão difícil. Beijos!

    ReplyDelete
  11. ó,querida! sinto muitíssimo.

    ReplyDelete