Tuesday, February 25, 2014

Na minha opinião (2)

    Como comentei no post anterior, também no ano passado (2013) uma lista escrita por um estrangeiro virou viral entre os brasileiros. Ao contrário do vídeo, a lista não me despertou nenhuma reação em particular. Então por que diabos resolvi escrever sobre isso? Porque os comentários e retaliações, em muitos casos, me fizeram lembrar do vídeo do post passado. Houveram muitos brasileiros que aproveitaram a oportunidade para esculhambar o Brasil, mas tive a impressão que a lista e autor, desta vez, foram mais esculhambados do que o Brasil.

    A lista foi escrita por um estrangeiro que morou (mora?) no Brasil por 3 anos. Na lista, ele cita 20 motivos por ter odiado sua estadia em terras tupiniquins. Eu concordo com tudo que ele colocou? Claro que não! O autor colocou algumas informções da qual ele não tem conhecimento concreto, um bom exemplo é o item 19 da lista. Porém acho que, no geral, ele cumpriu bem o papel a que se propôs: citar coisas que ELE não gostou no Brasil. São todas as "coisas" necessariamente ruins? Não, ele mesmo admite isso no item 17. Um outro problema que tende a me incomodar em listas como estas são as generalizações, um método que o autor utilizou em sua lista, mas admito que as generalizações que ele fez não me soaram tão absurdas.

    Eu não gosto de generalizações, corro delas, mas sei que as vezes são inevitáveis. Por exemplo, após os 35 anos de idade, as mulheres tem mais dificuldade para engravidar. Isto significa que toda mulher com mais de 35 anos vai ter dificuldade e que todas com menos de 35 vão engravidar com facilidade? Não! Isto significa que os estudos realizados apontam que um número, estatisticamente relevante, maior de mulheres com mais de 35 anos tem problemas de fertilidade. A relevância estatística se traduz na generalização. Muitas vezes, até inconscientemente, nós utilizamos este mesmo método analítico. Existem "coisas" que acontecem tão frequentemente em certas culturas, países, regiões, cidades, vizinhanças, que acabamos por ver a "coisa" como via de regra. Acredito que foi isso que aconteceu com o estrangeiro. Eu mesma, ao ler a lista concordei com diversos itens. Quero registrar também que lá no post original (o que circulou entre os brasileiros eram todos traduções) o autor inicia o texto com a explicação de que os itens "são generalizações e que as excessões são abundantes."

    Enfim, a lista não é perfeita mas o que me deixou mais intrigada foram os comentários e retaliações contra a lista e autor. Enquanto o autor fez uma comparação entre países no item 15, a maioria dos retaliadores se utilizaram desta metodologia. A lista não diz que país X é melhor; é uma lista do que ELE não gostou no Brasil. E não venha me dizer que a comparação fica subentendida no texto, porque não fica.  Existem várias coisas que não gosto e critico nos EUA e que são piores no Brasil, mas isso não me tira o direito de não gostar e criticar, ou tira? Outro detalhe importante é que no post original não há nada que indique que o autor seja estadounidense, a única certeza é que ele é estrangeiro. A afirmação de ele ser americano está presente apenas nas traduções que rodaram a internet. Mesmo assim, muitos que criticaram a lista e autor fizeram a crítica comparando Brasil e EUA.

    Já falei que não gosto das comparações que costumam fazer entre Brasil e EUA, pq na maioria dos casos são comparações levianas. Os itens da lista são facilmente comparáveis, e algumas (poucas) comparações que ví não são tão absurdas. O que acho estranho neste caso é que se estão criticando a lista por escrever sobre o Brasil, comparar os países não segue a mesma linha que se critica?  Se é para contradizer a lista, não seria um melhor argumento mostrar as falhas da lista por não retratar uma realidade brasileira? Eu acho que as comparações acabaram ocorrendo porque é difícil argumentar a lista, pois os itens não são tão surreais.

    Eu acho que a lista pode servir como inspiração, eu vou me inspirar nela para fazer as minhas listas ;-) Mas a comparação de onde é pior com países tão difrerentes beira o irracional, na minha opinião. Além do que, como a Eliana comentou no outro post, nós todos temos experiência muito diferentes, e eu acho que por conta disso é bacana ser cuidadoso com certas comparações ou avisos sobre como certas coisas são. Não por conta do que os outros vão achar, mas sim pelo que nós autores queremos representar em nossas palavras. Acredito ser importante fazer uma reflexão ao reler o que escrevemos antes de tornar público. Não necessariamente para verificar erros gramaticais, mas para se perguntar: que mensagem quero passar com este texto? Quais minhas evidências para o que estou pregando? Minha escrita é contraditória? Acho importante sermos nosso maior crítico!

    Outra coisa que achei muito chata nos comentários que li, foi o discurso de que ele é um estrangeiro que foi "recebido" pelo outro país e que ele não deveria reclamar, mas sim agradecer e blá blá blá zzzzzzzzzzzz Quer dizer que por ser imigrante eu devo fechar os olhos e a boca para o que acho errado? Que por ser imigrante eu não posso ter um olhar crítico sobre nada do que não gosto? Por ser imigrante eu devo baixar a cabeça e ficar quietinha por que meu país de origem tem problemas? Na minha opinião, uma resposta positiva para qualquer uma destas perguntas é um tipo de discriminação, pré-conceito.

    Todos nós gostamos e desgostamos de coisas diferentes. Todos nós tivemos experiências diferentes no nosso país de origem e no país que imigramos. Adoro a troca de experiência que o mundo online nos permite, mas acho que é importante ser cuidadoso na forma que nos pronunciamos nestas trocas.

    A lista do estrangeiro, em sua maior parte, não foi absurda, mentirosa, ofensiva então fiquei um pouco intrigada sobre a reação que ela provocou nas pessoas. Na lista original, ví vários estrangeiros extremistas, que comentaram com absurdos sobre o Brasil. Ví muita coisa feia por lá, então não pense que eu acho que a lista foi neutra porque foi escrita por um estrangeiro. Ser sem noção está muito além de nacionalidade. No site do post original tem a pasta Brazil hate, e tem muita coisa feia lá, de estrangeiros e brasileiros :(

    No fim, eu acho que todo debate pode ser saudável. Como comentei antes, adoro ler as experiências das pessoas em outros países. Leio muitos blogs de expatriados e leio os comentários das pessoas em outros lugares. É bacana ler as experiências principalmente para quem está iniciando sua vida de expatriado, por isso acho triste ver a galera perder a mão na hora de fazer uma crítica.

18 comments:

  1. Aline querida,
    Eu também acho super interessante saber sobre as diferentes opiniões e reações dos que começam uma nova vida em outro pais. E é engraçado como muitas dessas analises mudam conforme os anos vão passando.
    Foi o meu caso, logo que cheguei nos EU, eu tinha uma opinião/visão bem diferente da que tenho agora, 21 anos depois!
    De repente estou ficando velha...rs
    Aii...Aline. fiquei com mais inveja ainda depois que li teu comentário...haha..
    Beijocas!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tati, tbm acho, eu mesma, cheguei na cidade onde moro e ficava emburrada com um monte de coisa rsrsrs hj não me vejo em outro lugar. Nós vamos amadurecendo, nos acostumando com certas coisas...
      Hoje por aqui a temperatura está de 10C, ficamos tanto tempo no frio que com 10C saí na rua só com uma long sleeve leve rsrsrs
      Bjsss

      Delete
  2. Ler sobre opiniões ou experiências em lugares é muito bom, mas é difícil as pessoas ficarem na imparcialidade e sempre levam para um lado pessoal muito aguçado.
    Um amigo acabou de chegar do Vietnã. Ele amou, mas se tivesse levado em consideração todas as impressões de outras pessoas, ele não teria ido.
    Claro que o país é cheio de problemas, trânsito caótico, mas como você mesma concluiu as pessoas perdem a mão para se fazer críticas.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Patrícia, eu tbm acho que é dificil ser imparcial, pq afinal o que a gente não gosta de um lugar é meramente uma opinião né? Sou como o seu amigo, sempre encaro a crítica das outras pessoas com certa incredulidade e dou a cara a tapa rsrsrs As vezes gostar de algo só requer abrir um pouquinho mais a mente. Todo lugar tem problemas, mas tem as coisas boas tbm! Imagino como deve ter sido fantástica a experiência dele. Bjsss

      Delete
  3. Não cheguei a tomar conhecimento dessa lista!!!
    Lembro que uma que fez muito sucesso foi a de um francês que mora (ou morou) no Brasil e que escreveu dezenas de itens sobre o que ele percebeu no Brasil, não exatamente dizendo se gostou ou não gostou, mas apenas constatando a experiência dele. E na época tb os comentários eram horríveis com ele, que em nenhum momento faltou com o respeito.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Milena, lembro bem desta lista, até coloquei o link dela aqui no blog. É exatamente isso que não entendo, tem muita gente que acha que falar algo que não gosta é atacar a outra pessoa. A lista do Francês eu achei super bacana e nem um pouco crítica, a deste estrangeiro foi um pouco mais crítica mas nenhuma delas eu achei ofensiva! Bjsss

      Delete
  4. Apesar do post dele ter sido uma visao muito particular do Brasil eu achei engracado e meio equivocado alguns itens da lista dele, porque certos problemas listados por ele como por exemplo alto indice de traicao entre casais ou algo do tipo e algo que acontece no mundo mundo e nao apenas no Brasil, e na parte da comida ele foi meio injusto com o pais mas enfim essa foi a experiencia dele baseada na vida que ele teve (ou tem) por la.

    Eu vi o video o post anterior, e olha eu morri de rir com a parte que ele falou que socialistazinho nao divide senha do wi-fi e tem capa do Iphone com a cara do Che, essa parte foi hilaria.

    Mas vamos a parte seria, eu achei que ele deve ter recebido a conta do IPVA e IPTU no inicio do ano e ficou revoltado isso sim....rs...brincadeiras a parte, eu acho que ele fez um video sem pensar muito, sabe aquele momento revolta total e ai o cara tem acesso a internet e um canal no youtube e da nessas coisas. Eu acho que o Brasil vive um momento onde tem cada vez mais pessoas fazendo parte da classe media e com um poder aquisitivo maior, logo sao mais pessoas tendo acesso a produtos antes considerados de luxo e podendo viajar para outros paises e ai a galera da de cara com uma realidade triste, no Brasil se paga muito imposto e o retorno desse dinheiro e muito pouco. Por exemplo a seguranca ta um caos, voce ate pode ter dinheiro pra comprar um carro melhor ou algo mais fancy mas ai voce nao compra porque o medo de ser assaltado e maior. Voce ve o governo gastando e desviando bilhoes de dinheiro pra essa copa e gente morrendo em porta de hospital, ta faltando escola, o transito ta um caos, as cidades nao tem estrutura, enfim com essa historia de copa a gente ganhou uma evidencia (dentro e fora do pais) que nao se tinha antes, e os problemas estao muito visiveis.

    Eu entendo certas coisas que ele falou apesar de nao concordar, e ele mesmo nao tem nocao de que um pais como aqui tem seus problemas tambem, alias varios ne, concordo com voce que e injusto comparar USA e Brasil, sao duas realidades diferentes. Apesar de nao achar que isso vai acontecer, mas tenho uma esperanca que tudo isso sirva para a populacao acordar e escolher melhor os politicos e comecar a protestar e se manifestar mais contra os abusos e absurdos de cada dia em terras brasilis.

    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Monique, eu até pensei em ir item por item da lista e dizer o que eu concordava ou não e os meus motivos para concordar com os itens, mas achei melhor criar a minha lista do que não gosto e deixar a lista dele para ele rsrsrsrs

      Sobre o vídeo, pois é, eu não acho que ele estava 100% com alguma das indignações dele referentes ao Brasil, mas as comparações mais a forma ofensiva com relação á varias coisas que não estão diretamente realcionadas fizeram o desabafo dele perder credibilidade e sair da área de desabafo e virar apenas ofensa.

      Eu quero acreditar que vamos ver mudanças tanto no Brasil, qnto no mundo, mas admito que minha esperança não anda lá estas coisas :(

      Bjsss

      Delete
  5. Tem uns blogs bem parecidos com essas listas, sao assim e adoram generalizar confesso que isso me tira o tesao de ler sao essas generalizacoes. Ja li listas positivas tbm porem desconfio de todas elas pois essas fontes de net sao meia suspeitas.
    Bjokas

    ReplyDelete
    Replies
    1. Renata, tem alguns blogs que parei de comentar exatamente por conta da forma de generalizar tudo como se fossem verdades absolutas. Como comentei no texto, eu entendo necessidade de certas generalizações, mas vejo muitas que na verdade viram ofensas. Uma pena! Eu tbm desconfio de tudo rsrsrs nada é mto bom ou mto ruim para todo mundo rsrsrs
      Bjsss

      Delete
  6. Reli novamente esta lista de forma objetiva, não como brasileira. O que ele descreveu foi a experiência e observação da vida dele no Brasil. Eu teria dito as mesmas coisas em algumas partes - de outra forma, obviamente.
    O que as pessoas não entendem é que o cara é americano e teve uma criação em um lugar totalmente diferente do Brasil, por isto algumas coisas revoltam muito mais à ele (como a questão dos laços familiares, já que aqui a cultura é da independência após os 18 anos). É difícil viver em um lugar tão diferente do seu culturalmente, e se juntar insatisfação o problema fica maior ainda. Os comentários desta lista são nojentos. Eu sou brasileira, mas não fico tentando tapar o Sol com a peneira dizendo que o Brasil é o país das maravilhas - se fosse eu estaria morando lá. Existem muitas coisas boas, mas muitos problemas sociais, econômicos e culturais, assim como também existem problemas com a sociedade americana, com qualquer lugar do mundo...
    Eu só fico imaginando a cara da esposa deste cara lendo o que ele escreveu, principalmente sobre a mãe dela... hehehe

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eliana, foi assim que me senti com a lista dele, concordei com algumas coisas, discordei de outras mas não me senti ofendida e nem achei que ele estava atacando o Brasil. Exato, o filtro dele de análise de um país é diferente do nosso filtro, e por isso vamos ver coisas de formas diferentes. Hahahahahahahahaha pois é, como será que a esposa reagiu? Bjss

      Delete
  7. Eu não tinha lido a lista no original, nem sabia da existência desse site que você linkou aí e fiquei na verdade chocada com ele. Comecei a ler reclamações de vários países diferentes e, que surpresa! As reclamações são praticamente as mesmas, da Colômbia à Dinamarca, do Brasil a qualquer outro país que você quiser colocar aqui. Ninguém está satisfeito, nós brasileiros temos inúmeras reclamações para fazermos do Brasil, aposto que esse estrangeiro (é verdade, lá não diz nada sobre ele ser estadunidense) também não gosta de um monte de coisas do país dele, e é isso aí. O cara só deu um relato das experiências dele, eu não concordo com umas coisas, mas concordo com outras coisas. Não sei pra quê perder tempo xingando o cara, não vai ajudar em nada, né? Mas eu também entendo a "raiva", é chato ver alguém falando algo do nosso país, ou da nossa família, da nossa terra, etc. Mas isso não justifica massacrar o cara, por tanto ódio num comentário. Por que não debater de forma saudável, não é mesmo?

    beijos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Marcela, eu também não conhecia este site até pesquisar onde estava a lista original. Eu também visitei as abas referentes aos outros países, e é absurdo o que o pessoal escreve, mta coisa feia mesmo! Isso, sou super a favor de se discutir tudo, na minha opinião não existe assunto indiscutível, e acho hiper saudável estas discussões, por isso não entendo pq o pessoal massacrou o autor da lista ou o suposto país dele. Não seria mais bacana comentar sobre o que discorda da lista dele e mostra onde achamos que ele se equivocou? Bjss

      Delete
  8. Obrigada pelas fofas palavras Aline!
    Beijao!

    ReplyDelete
  9. Como disse no outro post, eu aprendi a gostar e respeitar os lugares onde morei e quem já foi expatriado ganha uma dimensão muito grande dos lugares, da cultura e principalmente do respeito (se vc geralmente morou em país de primeiro mundo rs)

    Kisu!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Acho que na maioria dos casos sim, Bah, a gente amadurece, mas tem uma galera que não absorve esta coisa de respeito :( Uma pena!

      Bjsss

      Delete