Friday, March 31, 2017

Atraso de fala

A fala é apenas um fator do complexo sistema de linguagem. A aquisição de linguagem é um processo cheio de marcos específicos. Como e quando cada criança atinge estes marcos são influenciados por diversos fatores individuais e coletivos. É muito difícil dizer com precisão quando cada criança deve atingir cada um destes marcos, portanto, o que existe são escalas de estimativas de quando cada marco deve ser atingido. Os distúrbios relacionados à linguagem podem afetar qualquer um dos itens relacionados ao complexo sistema e cada um destes itens podem ser afetados de diversas formas também.

Qual a melhor forma que podemos identificar se há de fato um distúrbio de linguagem nos nossos filhos? A primeira coisa, para mim, é não tentarmos nos convencer de que tudo é normal e que cada criança tem seu tempo. Eu também acho que cada criança tem seu tempo para tudo, mas quando a criança está muito fora da curva média, é importante sim os pais se aprofundarem mais nas suspeitas. Eu vejo diversas mães comentarem sobre suas suspeitas dos filhos estarem com atraso de fala e a maior parte dos comentários para estas mães são: "desencana, cada criança tem seu tempo e meu filho/sobrinho/vizinho/filho do amigo (encaixem quem quiser aqui) também demorou para falar e hoje está tudo bem." É sim reconfortante ouvir as pessoas dividirem suas histórias de sucesso. Ajuda muito saber que sua família não é única, no entanto, eu fico bem preocupada com esta história das pessoas insistirem que uma criança muito fora da curva média dos marcos da fala não têm atraso de fala. Atraso não é distúrbio e as pessoas agem como se as duas palavras fossem sinônimos. Eu costumo fazer uma analogia boba para explicar esta coisa do atraso. As pessoas recebem um convite para uma festa e no convite diz para os convidados chegarem entre 19 e 19:30. Digamos que 15% dos convidados chegaram as 20hs, como vários deles chegaram ao mesmto tempo, isso quer dizer que eles não estavam atrasados? Claro que não, não é mesmo? Qualquer um que chegou depois das 19:30 chegou atrasado. Isto é a mesma coisa quando falamos que uma criança está com atraso de fala: para a idade dela, ela está fora da curva média dos marcos. Quer dizer que a criança tem algum distúrbio de fala ou linguagem? Só quem pode nos ajudar com esta resposta são os profissionais especializados na área. Quando se diz que uma criança está com atraso de fala, a única coisa que está sendo dita é que a criança está desenvolvendo a fala em um ritmo abaixo da média, e aí cabe aos pais irem atrás para identificar se há um problema que precisa de intervenção ou não.

Toda esta introdução para falar que Pandinha tem atraso de fala. Felizmente, ele tem apenas um atraso e não um distúrbio de linguagem. É muito difícil pontuar exatamente o que está causando este atraso dele. Cientificamente, não há nenhum fator que indique que ensinar mais de uma língua vai causar atraso de fala, no entanto, é comum ver crianças bilingues que demoram um pouco mais para dominar a fala. A fala do Pandinha começou a nos dar sinais de que algo estava fora do esperado por volta dos 18 meses de idade. E sim pessoal, 18 meses é novinho, mas eles já estava expressando sinais de que a conexão entre o que ele entendia e o que eles expressava não estavam seguindo o mesmo ritmo. Conversamos com a pediatra dele e ela nos pediu para observarmos ele mais atentamente e verificar qual estava sendo a evolução dele dentro de um período de 3 meses. Dentro deste período veio a mudança para Rochester e com ela, procura de novo pediatra. Portanto, ao invés de 3 meses, nós só voltamos ao médico 5 meses depois. A pediatra conversou com a gente, novamente Pandinha fez os testes básicos de desenvolvimento e principalmente porque ele estva ficando bem frustrado por não conseguir se comunicar, a pediatra achou que talvez fosse interessante ele fazer uma avaliação mais detalhada e se algo fosse identificado, que ele começasse a receber algum tipo de tratamento. A pediatra, então, nos encaminhou para um serviço excelente que existe em todo o EUA e se chama Early Intervention.

Early Intervention é um programa oferecido pelo distrito escolar de todas as cidades do país. É um grupo multidisciplinar que trabalha com bebês e crianças antes dos 3 anos que apresentem algum tipo de atraso de desenvolvimento ou algum tipo de deficiência. O interessante do programa é que você não precisa esperar que um médico te indique para ser avaliado por uma equipe deles, não, é só colocar no Google: Early Intervention e o nome da cidade, pegar o telefone deles e você mesmo pode pedir uma visita da equipe. O serviço é 100% gratuito! Uma vez que você entra em contato com eles, eles agendam uma visita em sua casa para avaliar a criança e determinar se há de fato um atraso e ou deficiência e se a criança qualifica para receber tratamento. Eles então fazem testes muito mais detalhados com as crianças para determinar o possível problema.

No nosso caso, vieram em casa uma pedagoga, psicóloga e fonoaudióloga. Isso mesmo, eles fazem todos os testes em casa ou onde for mais conveniente para criança e família. Pandinha, felizmente, estava na média ou acima da média para quase todos os traços avaliados, portanto, foi descartado ele estar em algum espectro autista ou algum outro tipo de deficiência. As profissionais que o avaliaram de fato identificaram que havia um atraso de fala e que seria de grande ajuda para o o pequeno receber tratamento. As consultas são realizadas em nossa casa, e a pedagoga e fonoaudióloga vêm nos ver duas ou três vezes por mês. Para nosso Pandinha tudo é uma grande brincadeira, e as profissionais já são amigas dele. Estamos fazendo consultas desde Janeiro e temos visto grandes progresso. Acho difícil pontuar o quanto deste progresso é pelo tratamento e o quanto é o desenvolvimento dele mesmo, mas é um alívio saber que ele está recebendo o tratamento adequado e que ele está evoluindo.

Nos últimos 9 meses, nós escutamos muito para não nos preocuparmos e a verdade é que o atraso de fala dele nunca foi algo que nos tirou o sono, mas sabemos da importância de um diagnóstico precoce para casos de deficiências e a importância do tratamento adequado para o avanço no presente e no futuro acadêmico de um indíviduo. Estamos extremamente satisfeitos com o serviço e felizes que pequeno está recebendo a atenção que precisa!!

5 comments:

  1. Aline, muito obrigada por dividir isso com a gente. Eu amo o Early Intervention. Luke teve esse suporte no primeiro ano de vida dele pq nasceu com torcicolo. Na verdade ele passou "9 meses" com o pescoço torto na minha barriga. Por isso não ficou na posição certa (estava breech, esqueci o termo em PT) e eu tive que fazer uma cesariana.
    Sobre o atraso de fala do Ian... Luke está do mesmo jeito. Vou te mandar uns audios pra te perguntar algumas coisas. Estou cogitando entrar em contato com o EI novamente, para mais uma avaliação.

    Um grande beijo,

    Rebeca

    ReplyDelete
  2. Primeiro fiquei surpresa que aqui usam pedagogos pra ajudar na equipe, me deixa super chatiada ver como o trabalho do pedagogo nao e valorizado. Agora que ja tirei isso do peito...rsrs..Muito legal que eles tem esse servico, eu nao tenho filho mas acredito que deve ser um mega alivio saber que o nosso filho ta recebendo tratamento adequado e melhor ainda sendo do conforto do lar.

    Como praticamente todo mundo que conheco tem filhos, eu percebo entre as amigas que vivem aqui que essa reclamacao do filho(a) ter a fala atrasada ser um pouco comum, sempre me perguntei se essa questao de falar mais de uma lingua podia acabar atrasando um pouco o desenvolvimento da fala por que as criancas estao recendo mais informacao do que aquelas que falam uma lingua so, e logo o processo leva um pouco mais de tempo. Seria interessante ler uma pesquisa sobre isso.

    Que bom que voces estao vendo o desenvolvimento do seu filho =)

    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada, Monique! Cada dia ele está aprendendo mais palavras, e estamos adorando ver o progresso! Fiquei super interessada em entender sobre o problema do pedagogo fazer parte do time. Na minha cabeçca, fazia super sentido ter um pedaogo já que é um problema de aprendizagem quue acarreta diversos problemas na vida em sala de aula em caso de não tratado de forma adequada desde o começo. A pedagoga é quem é a supervisora do caso do Pandinha e também foi ela quem aplicou todos os testes de aptidão, o que eu achava que era normal para pedagogos. Estou super curiosa em entender melhor o que cabe ao pedagogo! Se vc quiser artigos científicos de aquisição de linguagem e biliguismo, me avisa que te mando :) tenho vários

      Delete
  3. Aline, obrigada por compartilhar esta informação! Não sabia que este tipo de tratamento era oferecido gratuitamente. Acho que ser pai/mãe é uma tarefa complicada ainda mais com o monte de opiniões alheias. Que bom que você seguiu o seu instinto e agora seu filho está recebendo a ajuda que precisa!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu tenho aprendido tantos programas interessantes que tem no país para crianças! Esta coisa de viras pais nos bombardeia com informações de todos os lados rsrsrs

      Delete