Friday, April 29, 2011

Eu e a Reprodução Humana Assistida

Ao escrever o post sobre o meu trabalho, recebi alguns emails com dúvidas a respeito de fertilidade.
 
Quando resolvi criar um blog, decidi que escreveria o que viesse a cabeça, e lógico os dois maiores subjects seriam o casamento e o noivado. Após o dia do desabafo rsrs percebi que, mesmo que o trabalho não era inicialmente um subject que veio a mente para o blog, com absoluta certeza vocês vão encontrar mais posts relacionados ao meu trabalho, que definitivamente ocupa um grande espaço da minha vida. Não esquecam que, tudo é sobre a minha óptica, meu conhecimento e minhas experiências! 
 
Eu e a Reprodução Assistida temos uma história que se iniciou há muitoto e muitos anos atrás (nem tantos vai, só tenho 27 anos rsrs) Quando criança, nunca sonhei em ser biomédica (venhamos e convenhamos, até hoje muitos adultos não sabem exatamente o papel de um biomédico, imaginem uma criança dos anos 80/90?) Pois é, ser biomédica não era um sonho, mas enquanto muitas das meninas estavam pensando em casamento, ser princesa, modelo ou qualquer coisa parecida; eu havia decidido e dizia para os 4 cantos que seria uma mulher que não casaria e teria um "bb de tubo" (feminista mirim no modo on hahaha), imaginem a cena?!, Quem manda pai e mãe deixar a criança assistir muito jornal rsrs E assim comecou minha história com a Reprodução!rsrsrs
 
A Medicina Reprodutiva ainda é considerada um bb. Ela teve seu "boom" no final da década de 70, com o nascimento do primeiro bb de proveta: Lousie Brown, hoje com 32 anos. Acreditem, mesmo com tão pouco tempo esta especialidade têm feito avanços impressionantes, e se mostra cada vez mais atuante e necessária na sociedade atual. 
 
Não vou ficar aqui dando milhares de detalhes sobre a evolução da Reprodução Assistida e bla bla, mas a primeira coisa que quero deixar marcado aqui é a importância de se consultar um especialista, em caso que você esteja enfrentando problemas com a fertilidade. Entendam que nem todo ginecologista e/ou obstetra são especialistas, e com isso pacientes acabam perdendo um precioso tempo com opções e julgamentos ineficazes e errôneos. O que estou querendo dizer aqui é, se vc tem uma dor de ouvido vc vai procurar o cardiologista ou o otorrino?? Pois é, não pense q é uma comparação esdrúxula, pq é a mais pura verdade. O corpo humano é extremamente complexo, por isso a necessidade de profissionais cuidando de uma área específica. Sou da teoria que qm faz de um tudo acaba não fazendo nada direito. Este é um conceito que aplico não apenas as áreas da saúde; o faz tudo, na minha opinião, é um quebra galho. Quando vc precisa de uma solução eficaz e definitiva vc procura um especialista, seja la no que for, até as coisas mais simples, como um cabeleleiro.
 
Acreditem, os especialistas existem por uma razão, que não é ganhar dinheiro na costas de pacientes (ok, eu sei q existem mtos por aí q só focam nisso) eles existem para que cada problema tenha uma solução pertinente e eficaz. Pensem nisso para qqr situação que vc esteja lidando agora, como disse, não acredito no profissional q se proclama "fazedor de tudo", acho q a qualidade cai qndo não estamos focados, e profissionalmente não vai ser diferente, se tentamos engolir o mundo, coisas escapam.
 
Podemos ser bons em mtas coisas, mas não dá para ser muito bom em tudo!

6 comments:

  1. Concordo plenamente...Nada melhor que um especialista pra evitarmos erros ou resolvermos aquilo que não somos capazes de fazer sozinhos....Bonito trabalho o seu...E outra coisa blog da gente é pra isto, pra escrevermos o que quisermos....bjs

    ReplyDelete
  2. Obrigada pelo apoio, Eliane!! Bjuss

    ReplyDelete
  3. Oi aline,
    Estou aqui rindo ate agora com o (feminista mirim, hahaha). Como e bom exercer uma profissao que gostamos nao e mesmo? Ai esta (na minha opiniao) o que diferencia uma boa profissional dos outros demais.

    Voce esta certissima! Se o medico clinico geral resolvesse todos os problemas para que existiriam os demais profissionais da saude?

    Achei sua profissao super interessante!

    ReplyDelete
  4. Esse post foi super esclarecedor, é bem legal ver as coisas pela perspectiva de um profissional, gostei da parte que voce falou que dinheiro nao é tudo e que existe uma preocupação em ajudar. Acho que lidar com sonhos de maternidade e paternidade nem sempre seja fácil, mas quando se consegue ajudar deve dar uma satisfação enorme.
    Beijinhos

    ReplyDelete
  5. Olá! Vou te colocar na minha lista de blogs. Sou noiva de americano :)

    ReplyDelete
  6. Olá Joana, eu super concordo com vc, fazer o qe ama faz todo um diferencial no profissional. Acho que o comprometimento é diferente, e isto transparece naquilo que fazemos! Muito obrigada pelas palavras!! Bjuss

    Oie Monique, eu amo mto falar do meu trabalho, e fico feliz que existe pessoas que gostam de ler sobre isso ;) Concordo com vc, acredito muito q, nesta area q escolhi, estamos lidando com sonhos. O sonho de formar uma família, o q para mtos é o comum e para tantos outros é a fonte de muita frustração e um sentimento de incapacidade impressionante, por isso acredito que me entrego tanto ao trabalho, a cada amostra que processo é o sonho de uma família, e por isso, todo o meu foco, empenho e determinação é o mínimo que posso dar!! Bjuss

    Olá Fanny, bem vinda ao blog!! Achei o seu blog super exlicativo, parabéns!! Bjuss

    ReplyDelete