Wednesday, May 30, 2012

Arma=Segurança?

O Post da Tacia, me inspirou a escrever sobre a minha opinião sobre armas.

Como já comentei antes, tenho opinião sobre tudo. Ficar em cima do muro não faz parte da minha personalidade, e eu tenho uma opinião muito forte com relação à posse de armas.

Entendam, eu não tenho medo de arma. Sei atirar, já atirei diversas vezes, e sempre convivi com arma. Mesmo assim, sou veemente contra as pessoas portarem armas.

Cresci em uma casa com armas. Desde muito cedo, por necessidade, aprendi a atirar. Meu pai é Policial Militar, e por trabalhar disfarçado, vivemos algumas situações extremas. Sempre precisamos ter armar localizadas em lugares estratégicos em nossa casa, então esconder arma nunca foi algo viável na nossa família. Em uma casa com 3 criançcas, alguns podem pensar que este era um problema, mas não foi o nosso caso.

Meu pai adotou uma filosofia que funcionou muito bem comigo e minhas irmãs. Ele sempre acreditou que curiosidade era o grande problema, e por isso desde muito cedo nos deixou manusear a arma dele. Nos explicou os riscos, e disse que sempre nos deixaria tocar a arma, mas que ele precisava estar junto. Alguns podem achar esta uma atitude extremista e até mesmo irresponsável, eu discordo. Nunca sequer chegamos perto da arma do meu pai se ele não estivesse conosco. Não havia a curiosidade, pois sabíamos que era algo que teríamos acesso quando tivessemos vontade, mas se tocasse sem a permissão dele, nossos privilégios e liberdade seriam cortados.

Pois bem, muitos acreditam que por eu ter esta relação com armas, e de entender bastante sobre elas, eu deveria ser a favor de todos carregarem uma arma, mas acho que exatamente por entender muito bem o "peso" de uma arma (lição que meu pai me ensinou muito bem), eu sou extremamente contra.

Meu pai sempre nos disse que as pessoas não sabem o real valor de se tirar uma vida. Não importa se a sua vida está em jogo!! Tirar a vida de outro ser humano vai ter um grande impacto em vc, ao não ser que vc sofra algum distúbio, neste caso, matar um ou mil não faz diferença.

Muitas pessoas chegam com a conversa de que se a pessoa é devidaemnte treinada, está tudo bem. Se fosse assim, vc não teria tanto militar (seja nas forças armadas ou nos policias) fazendo merda. Eu discordo, pq treino é muito diferente de uma situação real. Na situação real sua adrenalina está em comando, e não o seu lado racional!! Vc faz coisas sem pensar!!

Ter uma arma te dá a falsa sensação de poder e por isso vemos tantos casos de tiroteios idiotas onde pessoas perdem a vida!

Infelizmente, nos EUA, o segundo direito garantido na constituição americana é o de posse de armas. Um direito tão obsoleto, que mesmo com as estatísticas alarmantes deste país, eles não pensam em mudar. Afinal, é sagrado, é a constituicao americana.

Vamos a alguns dados que eu acredito que exemplificam muito bem o que estou falando:

Em estatísticas levantadas de 1966 a 2012*, nos EUA houveram 117 tiroteios em instituições de ensino. Foram 243 pessoas (entres crianças, adolescentes e adultos) mortos e 6 feridos. Número este que nenhum outro país no mundo carrega.

Em 1996, na Escócia, um homem invadiu uma escola primária, com suas armas legais e começou a disparar nas crianças na faixa etária de 5 e 6 anos. 17 inocentes morreram, sendo uma destas pessoas uma professora que se jogou na frente das crianças para tentar protegê-las. Este massacre acabou tendo grande impacto político, e causou uma reformulação das leis de porte de arma, abolindo totalmente o porte de arma as pessoas. Depois disso, quantos outros massacres como este vcs acham que eles sofreram? Eles aprenderam a lição, que o EUA resiste em aprender.

Estou citanto aqui apenas números de tiroteios que ocorreram em instituições de ensino. Se vc adicionar o número de tiroteios em casa, rua e trânsito, o número norte americano sofre umas escalada vertiginosa. Estou citando aqui crimes de pessoas que acredita-se que eram comuns, e um dia surtaram (lógico que a situação é muito mais complexa que isto, mas o intuito do post não é discutir a complexidade dos indíviduos). Não são crimes cometidos por gangues, facções criminosas ou extremistas religiosos... São assassinatos cometidos por adolescentes, pais de família, chefe de comunidade e assim vai...

Àquilo que muitos defendem como direito de proteção, uma questão de segurança, acabou se tornando um meio para cessar a vida de dezenas de inocentes. É idiotice comparar estes números com os de países em guerra, ou de países onde há problemas de tráfico e tantos outros problemas sociais. Estas são mortes muito mais complexas que o de tiroteios como estes que citei. O simples ato de não permitir que as pessoas tenham armas em casa, mudaria este quadro tão vergonhoso dos EUA.

Por conta do meu conhecimento, e das estatísticas sou absolutamente contra se ter uma arma dentro de casa. Quer segurança?! Coloque alarme, arma não traz segurança para ninguém. Traz sim sensação de poder, e esta é muito perigosa.

Marido concorda comigo, não acho que ele tenha uma opinão tão forte quanto a minha, mas o importante é que ele aceita o meu veto rsrsrs

A questão de armas neste país é uma vergonha, que a maioria dos americanos não admitem ser uma vergonha!! Enquanto isso continuamos com estes crimes bárbaros e evitáveis acontecendo todos os anos!!

*Wikipedia <http://en.wikipedia.org/wiki/School_shooting>

16 comments:

  1. Esse assunto e sempre polemico por aqui, os americanos nao aceitam que mudem a constituicao porque e sagrada mesmo com tanta morte nas costas, acho isso uma estupidez. Meu pai tinha arma em casa, nunca cheguei perto nem peguei, desde nova sempre tive medo e aversao a armas. Ter a sensacao de poder nao traz seguranca pra ninguem, sempre achei que se um ladrao invade a casa de alguem armado a pessoa corre o risco de morrer 2x, primeiro por surpreender o ladrao que ta pronto para o que acontecer, segundo porque pode haver troca de tiros e alguem morrer e fora que e mais uma arma nas ruas. E voce lembrou bem, tirar a vida de outra pessoa nao e algo que e facil de conviver, isso muda a pessoa e sua cabecinha. Enfim, aqui tambem nao temos armas, temos seguranca na frente do condominio e se eu vivesse em uma casa teria alarme e seguro, acho que e o melhor caminho para se proteger de possiveis desagradaveis incidentes.
    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Monique, não tem jeito, esse é um assunto que não importa o argumento, um número massante de Americanos não dão razão à fatos, mas sim ao que eles acreditam!! Sinceramente, não vejo uma possível mudança na forma que as coisas funcionam não, uma pena!! Bjuss

      Delete
  2. Ameiiii Alineee, seu post ficou bem melhor que o meu, hahaha!
    Ai, e esse meu marido que vai com a maioria e curte ter armas em casa? Aline, nem sei o que fazer, ele tem uma opinião assim como vc, super forte sobre esse assunto mas no caso dele, como contei, é o contrário, ele dá o maior apoio em tê-las para se proteger. Só peço a Deus que nos guarde de todo perigo e todo mal.
    UM beijo, querida! You are awesome! =D

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tacinha, imagina!! Seu post está ótimo, tanto que me inspirou :) Eu faço uma vaga ideia de como deve ser delicado este assunto para o seu marido!! Não tem jeito, é uma coisa que está tão inserida na cultura da grande maioria, que não existe argumentos ou fatos, o que importa é o que eles estão acostumados!! O país vive em denial, não tem jeito!! Como vc disse, que Deus proteja vcs para que esta arma fique sempre guardadinha e sem munição!! Bjuss

      Delete
  3. Menina..eu tbm não concordo com armas e depois q vi o post dela eu liguei pro meu noivo correndo pra saber se ele tinha uma bendita, já q nunca tínhamos conversado sobre isso. E graças ao meu bom Deus, ele não tem e não concorda em ter..amém.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pri, pois é, essa coisa de possuir arma é bem comum aqui!! Ainda bem que o seu noivo vai na contra mão da grande parte dos americanos!! Bjuss

      Delete
  4. Eu também sou a favor do desarmamento. Meu pai também tinha arma em casa e graças a Deus nunca precisamos usá-la. Quando meu pai faleceu demos fim a arma. Eu acho tãooooo radical a mentalidade da maioria dos americanos sobre a necessidade de ter uma arma em casa... ainda mais quando se teve um presidente bélico como o Bush e tantos outros, isso sim, só acirrou ainda mais os ânimos nesta questão.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sandra, concordo com vc, a opinião de muitos americanos é super radical. Não existe argumento, não existe fato, o que existe é o pensamento retrógrado da falsa sensação de segurança!! E não tenho mta esperança de que isso mude algum dia... Triste, mto triste!! Bjuss

      Delete
  5. APLAUSOS!!!!! Q post maravilhoso Aline!! Muito bom mesmo! Concordo ctg. Tá na hora desse povo acordar. Aqui, a gente vai na Bass Pro Shops e só o que tem é arma de brinquedo sendo vendida.
    Eu falo pro Dave que J A M A I S vou aceitar que alguém dê aquilo de presente pro meu filho (se um dia tiver um). No Brasil arma de brinquedo é ilegal e devia ser aqui tb!

    Que coisa mais sem noção...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Re, é isso mesmo! Aqui é arma para tudo quanto é lado!! Aqui em Michigan, como rola uma certa cultura para temporada de caça, vc vê arma de verdade em tudo quanto é canto!! E o pior, não adianta discutir, a maioria dos americanos são supers teimosos neste assunto!! Bjuss

      Delete
  6. Tenho um amigo que é policial e teve o mesmo posicionamento do seu pai. Os 3 filhos aprenderam a atirar ainda criança e aprenderam a respeitar o que é uma arma, até a esposa dele aprendeu a atirar. Quando me casei ele quis nos dar uma arma de presente e meu marido recusou imediatamente porque ambos somos totalmente contra o uso de armas. Aqui na Califórnia estava a maior briga judicial para poder usar armas em lugares públicos sem as munições. Eles levam muito a sério o tal aquela lei totalmente ultrapassada da constituição sobre o porte de armas.
    Nada, absolutamente nada justifica ter uma em casa.
    Ah, perguntei para o meu marido sobre as armas na Escócia (ele é de lá) e ele falou que até hoje policial na Escócia NÃO usa arma, só os que trabalham no aeroporto. Interessante não?! Uma lição pra gente...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eliana, eu acho que a forma que meu pai e este seu amigo agiram, poupa as crianças da curiosidade que pode acabar em tragedia!! Caraca, que presentão rsrs Uma arma?! Eu concordo com vc, não há nenhuma explicação plausível para hoje em dia eles acreditarem que ainda precisam ter armas em casa!! Pois é, alguns anos atrás assisti um programa que pontuava estas diferenças entre EUA e outros países Europeus. Foi onde vi sobre a Escócia, e acabei pesquisando para poder colocar aqui no blog. É o que vc falou, um exemplo para os outros países!! Bjuss

      Delete
  7. Apesar de ser como você e ter uma opinião para tudo, confesso que fico dividida nessa complexa questão do posse de arma. Eu já atirei, mas também não temos (nem eu e nem meu marido) a menor vontade de ter uma arma em casa. A irmã de uma amiga de infância se matou aos 13 anos com a arma do pai. Vivi de perto a dor deles, imagina só! Só que essa discussão pode mudar bastante dependendo do país cenário histórico em que nos encontramos. Eu consigo entender que certas circunstâncias justificam principalmente quando há uma contextualização na história americana. O direito de carregar armas entrou na Constituição em uma época onde a sociedade ainda não era estruturada como hoje e sim, as pessoas carregavam armas para se proteger. E ao mudar para o Texas, eu passei a ver uma realidade diferente. Basta pegar a estrada para ver muitos ranchos gigantescos cheios de animais onde as casas acabam ficando muito isoladas no meio do nada. Até a polícia chegar lá, qualquer bandido vai ter tempo suficiente para assaltar, roubar, estuprar, you name it. Se eu morasse em um rancho como esses que vejo aqui, eu teria que rever os meus conceitos sobre ter uma arma em casa. Mas como essa não é a minha realidade, eu fico mais preocupada é com o bando de gente desestruturada nesse mundo que com posse de arma legalizado ou não ainda dá um jeito de sair matando por aí. Acredito que o foco deveria ser em quem carrega a arma e não na arma em si. Olha só o exemplo maravilhoso do seu pai ;)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Barbarella, até entendo o que vc comentou, mas sabe aquela coisa de que explica mas não justifica?! Um amigo meu aqui comentou que, recentemente eles fizeram um levantamento que mostra que uma pessoa que tem arma em casa tem 3 vezes mais chance de morrer em caso de um assalto. Aqui em Michigan eles também têm muitas farms longe de tudo e todos, mas ainda assim, não acho que a ideia de ter uma arma na verdade vá trazer a proteção que parece. Acho que ter a arma te dá uma falsa sensação de segurança. Concordo com vc, o assunto vai mto além da posse legal, mas eu acho que se a cultura neste sentido mudasse, alguns números de mortes caíriam. Acho que o fato de se ter uma arma acaba criando mortes de oportunidade. Como o caso que está na mídia agora, do jovem Trayvon Martin. Ele podia ser o que fosse, mas se o cara que enfrentou ele não tivesse uma arma, ele teria chamado a Polícia, e não enfrentando o adolescente que acabou ocasionando na morte do Travyon. Se o Travyon era um criminoso ou não, eu não sei, mas se o cara não tivesse a arma, tenho certeza que ele se sentiria intimidado em enfrentar o possível suspeito!! Bjuss

      Delete
  8. Oiii

    poxa achei super legal o que voce escreveu, colocou sua opiniao de um modo coerente e ainda reforcou com dados concretos.
    Entao voce já atirou de verdade? Gente, eu morro de medo de arma, nao gosto nem de ver na minha frente, acho que eu já comecaria a chorar...
    Para mim foi uma das piores invencoes da humanidade...

    bjsss

    ReplyDelete
    Replies
    1. Muito obrigada, Débora!! Pois é, atirei algumas vezes rsrs Eu até me divirto atirando em alvos, e gosto de armas, para ser sincera até acho algumas armas super bonitas, mas eu nunca teria uma na minha casa rsrs Bjuss

      Delete